fbpx

Pequeno guia dos bancos em Malta

Quando nos mudamos para outro país, uma das primeiras coisas com que nos costumamos preocupar é com o nosso dinheiro: como iremos movimentar as poupanças, que contas iremos usar ou onde e se devemos abrir conta no país em causa. Enquanto em alguns países este processo é relativamente simples, em Malta os bancos sao, sendo honesta, um inferno.

Aqui, os bancos onde é mais comum abrir uma conta são o Bank of Valletta (banco Maltês), HSBC Bank Malta, APS Bank e BNF Bank (ex Banif). O processo de abertura de conta em qualquer um dos quatro pode ser muito simples ou um caos, sendo que, para a maioria dos estrangeiros, não é um processo simples nem rápido.

Léxico das contas bancárias em Malta

Uma pequena explicação para quem vem para Malta: uma savings account aqui corresponde à nossa current account, com a diferença que é uma conta à ordem onde se pode receber juros. Os “nossos” depósitos a prazo são cá os term deposits. Convém saber esta distinção de forma a não se achar que ao abrir uma savings account se está a fazer uma poupança, uma vez que esse não é o caso e que o esperado é que o cliente use a savings account no seu dia-a-dia.

Levantamentos e transferências em Malta

Levantar dinheiro em Malta ou fazer transferências também não é um processo tão imediato ou barato como estamos habituados em Portugal.

Levantar dinheiro nos bancos em Malta

Começando pelos levantamentos, é importante realçar que é comum pagar pelos mesmos.

Tendo conta no Banco A, se não se levantar dinheiro das ATMs desse banco, uma comissão será imediatamente cobrada. O valor varia, sendo entre 0,75€ no BNF (que cobra 3€ mas neste momento ainda devolve 2,25€) e 3€ nos restantes bancos, o que é um valor algo elevado. Assim, tendo conta em Malta convém saber-se bem onde há ATMs do respectivo banco de forma a evitar o pagamento destes valores.

No entanto, se tiver cartão português não paga comissões nos ATMs dos bancos, mas tenha atenção que se se deparar com multibancos da Euronet o caso muda, dado que estas máquinas são de uma empresa privada, cobrando taxas consoantes os cartões que forem usados no levantamento.

E fazer transferências…

Também o processamento das transferências é diferente do nosso. Em primeiro lugar, nem todos os bancos têm uma aplicação digital (app), o que hoje em dia não é prático. Depois, é sempre cobrada uma comissão, mesmo que a transferência seja de um valor baixo. É comum que se cobre 1€ em transferências até 1000€ ou 1500€ e 4€ para montantes acima desse valor. Além disso, o tempo que as transferências levam a chegar também difere, sendo comum que demorem mais de 2 dias.

Quanto a idas aos bancos em Malta, os Malteses ainda vão, e muito, aos balcões tratar de tudo e mais que seja. Assim, se algum dia precisar de ir falar com alguém do seu banco, ligue primeiro a marcar. Para depósitos e/ou levantamentos não é preciso, dado que será suficiente dirigir-se aos caixas, mas para tudo o resto, incluindo abrir conta, convém marcar primeiro ou muito possivelmente não conseguirá tratar do que pretendia.

Leia também:


Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: