Participação na Eleições Legislativas

De certeza que se recordam de ver, numa qualquer noite de eleições, a referência aos Votos dos Emigrantes apurados apenas nas semanas seguintes ao ato eleitoral! Pois bem… cá estamos nós nas vésperas das eleições Legislativas em Portugal que terão lugar a 6 de Outubro. Como emigrantes temos a possibilidade de participar nessas eleições e eleger 4 deputados! E o processo é relativamente simples!

O tempo passa sem ti

Um dos sentimentos que todos sentimos (e que os expatriados sentem de forma muito especial) é a tristeza pela incapacidade em controlar o tempo. O tempo passa e nós não o conseguimos parar. Por exemplo, se vieste a Portugal nestas férias visitaste a família e os amigos e percebeste (mais uma vez) que a vida acontece... Ler mais →

Vamos planear as nossas férias de Verão!

Todos planeamos férias mas quando se tem filhos é algo essencial, quer ambos os pais trabalhem ou apenas um.  Quando ainda morava em Portugal planeava e organizava as férias dos miúdos.  Sempre achei importante que tivessem atividades durante uma parte do dia. Quando vim morar para o estrangeiro e ficávamos 6/8 semanas em Portugal isso... Ler mais →

Carnaval

Quando vivia em Portugal o Carnaval tinha, na nossa família, um cerimonial especial que me cativava e que gostava de poder, agora, partilhar com os meus filhos. Os festejos começavam na sexta-feira – o dia de carnaval na escola onde as crianças confraternizávam com colegas, todos mascarados com os fatos dos heróis e das heroínas em... Ler mais →

Aspetos que a fazem continuar?

Como já falo francês relativamente bem e como, entretanto, lancei o meu projeto, estou mais ocupada e entusiasmada. Trabalho numa área diversa daquela da minha formação académica, conheço pessoas diferentes e acho que o facto de ter vindo para cá me abriu o leque de horizontes e deu a oportunidade para conhecer pessoas de todo... Ler mais →

Uma dica para quem pensa vir…

Vir de espírito aberto e pensar que somos nós quem temos que nos adaptar ao país e a hábitos e práticas culturais diferentes das nossas. Deve-se procurar vir com algum conhecimento do que é o país, e, se possível, já com emprego assegurado. A decisão deve ser bem estudada, com avaliação prévia dos prós e... Ler mais →

Sentes-te desenraizada em Portugal?

Quando chego a Portugal vejo que a vida das pessoas continuou e que perdi muita coisa: casamentos, batizados, nascimento de filhos, aniversários. Todos nos recebem bem, mas sinto que já não faço parte do quotidiano deles, sinto que já não pertenço lá, e ao mesmo tempo quando estou cá também sinto que não pertenço aqui.... Ler mais →

Como manténs viva a língua materna?

Em casa só falamos português, embora o Martim já tenha pedido para falarmos francês. Percebemos perfeitamente que os miúdos no seu dia-a-dia falam mais tempo em francês do que em português, mas em casa só nos entendemos em português. Por outro lado, quando vou a Portugal trago sempre coleções de livros em Português, para cultivarem a leitura... Ler mais →

Manter as referências com abertura de espirito

Para nós, o principal é conseguir ter referências e sentir uma rotina no novo país. Uma das coisas que sempre senti mais falta foi de ler em português, por isso, quando vou a Portugal trago sempre muitos livros ou peço a amigos que me visitem. A comida também pode dar saudade, especialmente o pão. Há... Ler mais →

Subir ↑