Culinária egípcia

Joana Jardim

Quando nos mudamos para um novo país, há tanto para explorar e conhecer. Explorar a culinária desse mesmo país, é uma das formas de abraçar uma nova cultura. Culinária, uma forma de integração Foi mesmo isso que eu fiz quando me mudei para o Cairo, Egito. Dediquei um ano a aprender os pratos mais tradicionais... Ler mais →

Reciclagem na Suécia

Rita Côrte-Real

A recolha diferenciada de resíduos sólidos urbanos, bem como a sua reciclagem e reutilização, são temas dos dias de hoje. A Suécia tem políticas e objectivos ambientais definidos para os próximos anos, e claro está, que o tratamento dos resíduos produzidos por cada cidadão é um ponto dessa mesma política. O modo como a recolha... Ler mais →

Sistema Educativo no Quénia

Tessy Gomes

O impacto da colonização  Para quem não sabe o Quénia é uma ex-colónia britânica. Esta influência é visível até aos dias de hoje no Sistema Educativo Queniano. No entanto, o Quénia continua à procura do melhor método de aprendizagem. Até agora já foram implementados 3 diferentes sistemas de ensino no Quénia: O Primeiro Sistema =... Ler mais →

Voltar a casa

Rute Janeiro

Uns dia antes de voltar a casa foram dias de emoção e ansiedade a preparar uma chegada antecipada e de surpresa.  Havia dito à família que iria chegar a Portugal em Julho mas troquei-lhes as voltas e aterrei em Lisboa a 27 de Junho.  A surpresa para a familia Combinei só com um membro da... Ler mais →

Emigrante em Espanha reconhecida

Ana Carreira

Entrevista à Daniela Santiago Daniela Santiago, 47 anos, mulher, mãe, jornalista e emigrante em Espanha. Este nome, não passa despercebido quando falamos em jornalismo e na RTP. Com uma carreira de mais de 2 décadas no mundo jornalístico, em 2015 abraçou a oportunidade e partiu rumo a terras de “nuestros hermanos”, onde exerce a função... Ler mais →

Sistema de educação na Alemanha

Gisela Rodrigues

Do Infantário ao secundário  Quando nos mudamos para a Alemanha o meu filho ia fazer 5 anos, conhecer o sistema de Educação na Alemanha era essencial. Como achamos que íamos ficar uns anos por cá, escolhemos à partida seguir a via de ensino alemã. Era garantido que ainda ia mais um ano para o infantário... Ler mais →

Subir ↑