Moçambique, não se explica, sente-se!

Sou a Joana Jorge, e encontro-me a viver em Moçambique na Cidade da Matola – Maputo, pois bem como caracterizar esta cidade?

Há 7 anos (quase 8) atrás, foi assim um choque de culturas, religiões, construções, enfim, de tudo… Agora nos dias de hoje é normal.

A Matola é uma cidade onde já temos de tudo um pouco de bens e serviços, e a nível comercial estamos muito bem, existe um contra que para mim gigantesco: o lixo que está espalhado por toda a cidade apesar de existirem escassos contentores.

A nível cultural ainda existe muito trabalho a desenvolver não só na consciencialização deste monstro bem como na sua redução.

Eu construi a minha casa na Matola-Rio, lá no meio do povo e até à data não tive nenhum problema a nível de segurança. Mas tudo depende da maneira como lidamos com o povo local.

Se vivesse em Maputo seria mais seguro? Talvez… A nível de conforto e comodidade de escola. Por exemplo a escola Portuguesa é em Maputo. No entanto, na Matola também existem escolas fantásticas com o sistema Cambridge e com o uso de 2 línguas (Ing/Port).

Neste momento é muito fácil encontrar casa. Na internet já se consegue ver contactos de imobiliárias e de pessoas a trabalhar na área.

O custo de vida varia muito com a taxa cambial. Quanto mais alto estiver o Dolar mais cara é a vida, pois aqui tudo é importado.

Café 1€,

Frango assado com batata frita custa 7.50 €

Almoço num restaurante médio custa cerca de 7.50€

Quanto às compras nos supermercados temos que ter atenção. Os preços variam muito.

Condução

Bem aqui é como em Inglaterra, conduz-se do outro lado direito, a carta é válida nos primeiros 6 meses. Temos uma portagem à entrada em Maputo, sempre que vamos a Maputo e voltamos se formos pela dita Auto-estrada temos que pagar ida e volta 1€, mas de Auto-estrada não tem nada, pois existem semáforos, passadeiras, cruzamentos… Enfim!

Quanto ao estacionamento em Maputo é sempre uma luta mas na cidade da Matola é pacífico.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: