Viagem de Carro até Noruega

Viemos de carro! Sim, o que redobrou as preocupações de familiares pois também este factor exigiu alguns preparativos, bastante dispendiosos. Um amigo nosso que já estava na Noruega há cerca de 1 ano, tinha-nos dito que seria positivo trazer carro pois os primeiros meses seriam difíceis de suportar – Janeiro, temperaturas horrivelmente baixas, pouco para fazer, poucos ou nenhuns amigos…

Para o carro, houve alterações no óleo e anti-congelante, colocação de bancos dianteiros aquecidos e encomenda de pneus de inverno. Resumindo e concluindo, mais uma (grande) despesa.

Chega o dia da partida, a temida manhã da partida, carro completamente carregado, bancos traseiros rebaixados, mais uma garrafa de Porto num buraquinho da bagageira e, vamos lá. Foi a primeira vez na minha vida, até hoje, que senti uma grande dor física. Chorei como nunca tinha chorado e, abracei os meus como se fosse a última vez que os via. Tão duro, tão doloroso, como se alguém me tivesse arrancado um pedaço do corpo. Chorei convulsivamente por muitos quilómetros, já em Espanha. Atenção, nós partimos da Guarda, de onde ambos somos naturais. Mesmo assim, durante um par de horas pensava no que estávamos a fazer, e se, valeria a pena tanta tristeza e sofrimento. Após alguns telefonemas e confirmação de que todos estavam bem, começa a aventura.

Primeira noite em Bordéus, França. Segunda noite em Antuérpia, Bélgica e última noite em Hirtshals, Dinamarca. Daí, apanhar o ferry de 4 horas para Larvik, Noruega e conduzir mais 1 hora e meia até chegar a Kongsberg! Ainda no ferry, quando ouço alguém dizer que já se avistava a Noruega, fomos ao deck e, ante um pôr do sol mágico e um frio avassalador, avisto umas montanhas e, com uma lágrima a escorrer pelo rosto penso (não tive coragem de dizer em voz alta para o meu marido) “Onde é que nós nos viemos meter!” Senti-me tão triste, tão longe dos meus e da nossa vida, como nós a conhecíamos.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: