fbpx

Entre os vinhedos no sul da Morávia

Em tempos de pandemia, quando nos pedem que limitemos o nosso movimento e evitemos grandes viagens, é a altura ideal para ir para fora cá dentro e como emigrado que sou, o meu dentro é esta pequena república que escolhi como casa nos últimos 15 anos, mas durante os quais tive o privilégio de conhecer profundamente.

Ficam aqui algumas recomendações a quem esteja aqui emigrado aqui ou mesmo nos países vizinhos:

Embora a República Checa seja mundialmente conhecida pela sua inigualável Cerveja, nesta zona do país é o vinho que se destaca, e boa parte do turismo local gira em torno da vinicultura. Claro que é impossível comparar com os nossos magníficos vinhos, mas posso vos garantir que alguns brancos irão vos surpreender e visitar as caves, normalmente em pequenas herdades de gestão familiar, para provar alguns dos mais deliciosos néctares desta região, preferencialmente acompanhados por algumas especialidades gastronómicas locais e um espetáculo de folclore ao ritmo contagiante do martelar dum címbalo é mais do que obrigatório. Mas este é mais o programa nocturno.

Durante o dia, entre as cidades históricas, aldeias típicas perdidas entre colinas coroadas com castelos encantados e vinhedos a perder de vista, entrecortados por rios e pequenos lagos, circundados por parques e reservas naturais, podem encontrar o que ver e fazer para uma estadia inesquecível. Znojmo é talvez o melhor local para assentar bases na vossa visita.

Uma pequena cidade, cujo bairro medieval se encontra vertiginosamente empoleirado em penhascos rochosos sobre o vale do Thaya, onde as vistas são de cortar a respiração. Aqui vale a pena perderem-se nas labirínticas ruas ladeadas por jóias arquitectónicas medievais, renascentistas e barrocas, que desembocam em praças e pracetas que convidam a sentar numa esplanada e absorver a atmosfera da cidade. Entre as atracções mais populares, as catacumbas são quase que obrigatórias, embora tenha que admitir que a coisa está um pouco estruturada para turista ver. Por falar nisso, a cidade é um tanto ou quanto frequentada por visitantes, mas longe de parecer as zonas mais populares de Praga ou o centro de Český Krumlov. Também a não perder a vila fronteiriça de Mikulov, onde podem literalmente tropeçar na história ao explorar o pequeno mas muito atmosférico centro antigo e entre ambas estas localidades encontram a paisagem cultural de Lednice-Valtice, um complexo declarado património Mundial da Humanidade que complementa a vossa visita.

Quem gosta mais de natureza, aqui o melhor é andar pelo parque nacional de Podyjí ou pela reserva de biosfera de Pálava e desfrutar do cenário montanhoso verdejante, ideal para caminhadas ou fazer de bicicleta. Apesar de estarmos num país sem costa marítima, nem é por isso que as épocas balneares passam ao lado e aqui vão encontrar várias praias de barragem como em Vranov nad Dyji, onde podem viver o ambiente de Verão ao melhor estilo checo, com o entretenimento da praxe para miúdos e graúdos. Para as famílias, mesmo na fronteira com a Áustria existe o complexo Excalibur city, um parque temático onde os vossos filhos podem passar o dia nas mais variadas diversões e se quiserem podem até ir ao Freeport fazer umas compras. Ainda neste complexo, encontram um museu tecnológico baseado em Jukeboxes, máquinas de Pinball e carros (incluindo o carro do Batman) que vale bem a pena.

O restaurante retro é delirante e é uma boa oportunidade para mostrarem aos vossos filhos como funciona um pinball. Se quiserem mudar de idioma, podem aproveitar o facto de estarem na fronteira com a Áustria e dar um saltinho a este país. A estância termal de Laa an der Thaya é talvez o destino mais popular entre os checos, mas a minha preferência pessoal vai para Retz, uma pequena vila localizada a 10 km de Znojmo, com uma grande praça centrada pelo imponente edifício renascentista da Câmara Municipal, onde merece bem a pena passear pelas muralhas que circundam a cidade e tomar um agradável pequeno almoço no Café der Stadt, numa atmosférica ruela entre as majestosas portas da vila e o centro.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: