Casa na Noruega

Quando se aluga uma casa, tem que se fazer um depósito (género uma caução) numa conta bancária, partilhada com o senhorio. O valor pode ser o equivalente a 2 ou 3 meses do valor da renda ou, um outro valor estipulado pelo senhorio, por norma nunca inferior a cerca de 2.000€. No momento de entrega da casa, no final do contrato, se esta não estiver como quando no acto da entrega, esse dinheiro fica automaticamente do lado do senhorio. Os Noruegueses são extremamente minuciosos no que respeita à vistoria da casa no final do contrato. No nosso caso, tivémos muita sorte pois não foi necessário ese depósito, uma vez que a empresa se responsabilizou e deu garantia em nome do funcionário. Foi uma mais valia não ter que disponibilizar esse dinheiro no início.

Nós mudámos de casa há quase 2 anos, por uma questão de localizacão principalmente, para um apartamento a estrear. O aumento das rendas está sujeito aos valores prescritos na lei imobiliária corrente.

O valor médio de aluguer de uma casa, dependendo do tamanho (entre 60 e 100 m2) ronda os 1.000 € – 1.700 €. Nenhum arrendatário paga água e, muitas vezes a internet e TV (taxa anual) está incluída. O preço da eletricidade é bastante baixo, comparativamente a preços estupidamente altos em Portugal. A Noruega não tem gás, por isso, tudo é elétrico. No nosso caso, toda a casa tem piso radiante e, o das casas de banho (2) está ligado todo o ano, à excepção das férias de verão, quando estamos em Portugal, considerando que ligamos o aquecimento em Setembro/ Outubro e, desligamos em Maio. Nos meses de ‘inverno’ pagamos cerca de 120 €/ mês.

As casas tem acabamentos e caixilharia de alta qualidade o que permite ter durante o inverno uma temperatura de 21-23 graus dentro de casa, contra -20 graus exteriores. O conforto no interior é algo que não existe em Portugal e, permite andar de manga curta o ano inteiro dentro de casa.

Ter um humidificador é esencial, uma vez que os níveis de humidade são extremamente baixos – entre 29% – 35% no máximo. Tem que se beber muita água ao longo do dia para compensar, senão as dores de cabeça são inevitáveis.

Mesmo quando se aluga casa, agenda-se a visita e quando há mais que um interesado, está sujeito a decisão por parte do senhorio. Tem que ser apresentado um contrato de trabalho e por vezes são pedidas referências.

Comprar casa na Noruega é muito caro, principalmente se pensarmos em €, mas tem bastantes benefícios fiscais. Os bancos podem atribuir um empréstimo de cerca de 80% do valor da casa, não mais. Quem compra, tem obrigatoriamente que dar uma entrada de, no mínimo, 15% do valor total. Depois há uma série de taxas que têm que se pagar como, recolha de lixo, condomínios (mesmo em casas/ vivendas), águas comuns, limpeza de neve, etc.

Aqui, a maioria das habitações são casas, contra uma minoria de apartamentos. A exposição solar da casa custa muito dinheiro, a localizacão no lado ‘certo’ da montanha também. Tem que se considerar que no inverno há cerca de 5- 6 horas de luz e, na primavera e verão são cerca de 18 -19. Logo, a localização geográfica e exposição solar da casa ou apartamento, é primordial no que ao preço diz respeito. Uma casa relativamente nova de 80 – 120 m2 aqui em Kongsberg custa cerca de 350.000 – 400.000€ mas, em Oslo, custará o dobro. O mercado de Oslo é muito mais elevado e a oferta é mais limitada e, por conseguinte, consegue-se menos área por muito mais dinheiro em cidades mais pequenas.

O website para procurar casas (venda ou aluguer) assim como emprego, férias, automóveis, móveis (usados) e tudo o que as pessoas queiram vender:

https://www.finn.no/

Um comentário em “Casa na Noruega

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: