Sistema de Saúde na Suécia

O sistema de saúde de Estocolmo é descentralizado e financiado pelo estado. A qualidade destes serviços é considerada muito boa.
Quando se trata de cuidados de saúde, o governo central, os vários conselhos municipais e o município de Estocolmo compartilham a responsabilidade. A cidade de Estocolmo ganhou mais liberdade nesse sentido através da Lei de Serviços Médicos e de Saúde (Hälso-och sjukvårdslagen, HSL).

Existem centros de saúde (vårdcentral) e dentistas (folktåndvard) gratuitos para jovens até aos 19. As consultas têm um custo de 200 SEK até a um máximo de 2000 SEK por ano. O dentista tem uma tabela que consoante os custos aumentem, a percentagem comparticipada também aumenta.

Como residente em Estocolmo pode recorrer a qualquer centro de saúde da cidade, ou seja, não está limitado à sua área de residência.

No centro de saúde tem diferentes especialidades, bem como os clínicos gerais (médicos de família). Relativamente aos hospitais, também não são limitados aos da área de residência.

A Suécia está dividida em quatro diferentes regiões de saúde. Estocolmo pertence à região de Gotland. Para estadias hospitalares, o valor será de 100 SEK em taxas/dia. As taxas para os cuidados primários variam entre 100 e 200 SEK, enquanto os cuidados especializados podem custar até 350 SEK. As idas às urgências hospitalares custam 400 SEK, a menos que tenham sido indicados pelo médico, e neste caso sendo preciso apresentar a prescrição médica! Menores de 19 anos não têm custos (até os medicamentos são gratuitos).

Existe ainda um cartão de isenção, o Frikort que varia consoante os municípios mas pode ir até aos 1200 SEK /12 meses no entanto não é válido para cuidados hospitalares.

O agradável e carismático é que os custos médicos individuais tem um limite máximo anual entre 900 e 1.100 SEK. Depois de pagar um total entre 900 e 1.100 SEK durante um ano, todas as consultas de saúde nos próximos 12 meses são gratuitas. No entanto, é melhor confirmar com a sua seguradora pois as regras podem variar. Existe um limite semelhante para medicamentos prescritos.

As mulheres após os 40 anos são chamadas periodicamente para fazer mamografia (gratuito) e bianualmente após os 30 para fazer citologia (gratuito também).

As crianças são chamadas de 2 em 2 anos para avaliação dentária. A consulta de oftalmologia é também gratuita (num especialista até aos 8 anos) a partir dos 8 num optometrista duma óptica. As crianças até aos 8 anos são subsidiados em 500SEK para armações e lentes e a partir dos 9 até aos 19 em 800SEK.

Um comentário em “Sistema de Saúde na Suécia

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: