A frustração de estar longe

Viver fora do país para mim tem mais vantagens que desvantagens. Aliás, escreveria alguns posts a enumerar as maravilhas de viver num país que não é o país onde nascemos. No entanto existem coisas que não são tão boas e que tenho vindo a sentir ao longo destes dois anos. Quando estamos longe perdemos os... Ler mais →

1º Maio

Devido às tradições federalistas, os cantões são independentes para determinar os seus próprios feriados. Apenas para alguns , o 1° de maio é um dia de descanso. O cantão de Vaud, onde residimos, não é feriado mas curiosamente a construção cívil é obrigada a dar o dia de descanso aos trabalhadores. Será isto força do... Ler mais →

A Escola

Aqui a escola é obrigatória a partir dos 4 anos, a escola pública é gratuita e os pais não têm que comprar qualquer material escolar. Uma realidade bem diferente da nossa. No entanto, para quem tem ambos os pais a trabalhar, a escola pública é um “inferno” em termos de horários, pois quando eles são... Ler mais →

E se por Magia pudesse voltar atrás?

Não me arrependo nada desta nossa decisão. Esta experiência de vida fez-me crescer como pessoa, percebi que tenho uma força enorme e que não desisto ao primeiro obstáculo. Aprendi, que a famíia é um pilar importante na nossa vida. Estou feliz porque os meus filhos estão bem e estão satisfeitos, tanto aqui como em Portugal.... Ler mais →

Aventure-se e conheça a Suíça de lés-a-lés!

Conhecer o país em que estamos emigrados é um contributo importante para uma boa integração. Quem vive na Suíça seguramente já viu nas estradas sinais que indicam o percurso do Grand Tour de Switzerland.  É uma rota que “percorre 1600km através de quatro regiões linguísticas, cinco passos alpinos, 11 Patrimônios Mundiais da UNESCO, duas reservas de... Ler mais →

Estar longe na dor, que sentimento nos trás?

Houve já outras situações de mortes na família em que nos foi impossível fazer a viagem. É muito mais difícil!! Um passeio no parque, uma ida à Igreja onde acendemos uma vela, uma caminhada na montanha em que quando paramos para comer qualquer coisa brindamos ao ente querido ou falar sobre ele/ela à mesa do... Ler mais →

A língua Portuguesa na Suíça

Cheguei à Suíça há 11 anos para acompanhar o meu marido no seu percurso profissional. Seria para ficar 3 a 5 anos, mas afinal ainda cá estamos! Naturais de Lisboa, muito urbanos, com dois filhos pequenos, dois rapazes, um com 4 anos o outro com 8 meses, aterrámos então nesta pequena, bucólica e tranquila cidade... Ler mais →

Subir ↑