Uma dica para quem pensa vir…

Tânia Gonçalves Leal

Antes de fazeres esta mudança, deves ter certos aspetos em consideração… É importante estares ciente daquilo que te espera!

Descobre aqui algumas dicas que consideramos essenciais…

  • Procura informações sobre aspetos como o custo de vida, mercado de trabalho, cultura, clima e estilo de vida.
  • Se possível, visita o país de destino. Antes de tomar a decisão final, é importante que percebas se o destino se enquadra, realmente, nos teus planos e se conseguirás criar uma rotina e uma vida além fronteiras.
  • Finanças organizadas: uma mudança é sempre dispendiosa, por isso, é muito importante que tenhas em consideração todos os gastos a ter. Mantém-te organizado, estipula um budget para a mudança e certifica-te que tens uma poupança para eventuais imprevistos.
  • Faz uma lista com as coisas que precisas de fazer antes da mudança, tanto no teu país atual como no futuro, assim terás tudo organizado.
  • Pede ajuda: este pode ser um processo stressante e não precisas de te sentir sobrecarregado. Se precisares, pede ajuda a familiares ou amigos, ou mesmo a uma empresa de mudança para não teres de fazer tudo sozinho.

E, para nós, a base de tudo: espírito aberto!

O mais importante é, sobretudo, vir de espírito aberto e pensar que somos nós quem temos que nos adaptar ao país e aos hábitos e práticas culturais diferentes das nossas. Sabemos que uma mudança destas pode ser desafiadora, mas também pode ser uma grande oportunidade de crescimento pessoal e novas experiências.

Adaptar-se ao país, aos hábitos e às práticas culturais diferentes das nossas é essencial!

Ter um espírito aberto sobre outras culturas é essencial antes de nos mudarmos para um novo país. Assim, vamos conseguir aprender novos costumes, respeitar crenças e valores únicos, assim como desenvolver uma maior empatia por pessoas de diferentes origens.

O bom de termos um espírito aberto é que, quando somos colocados numa situação a que não estamos habituados, abordados a mesma com curiosidade e não julgamento, o que pode tornar estas experiências muito mais memoráveis e enriquecedoras.

Mudarmos de país com essa mentalidade é muito necessário, para podermos fazer novas amizades, aprender novas habilidades e ganhar uma perspetiva muito mais humana do mundo ao nosso redor. Ter um espírito aberto sobre outras culturas pode levar-nos ao crescimento pessoal, enriquecimento cultural e a uma experiência muito mais positiva e gratificante.

A importância de uma rede de apoio

Ter uma rede de apoio é extremamente importante quando se muda para um novo país. Termos pessoas de confiança ao nosso redor, que nos apoiem nos momentos mais difíceis e que estejam lá para festejar connosco as nossas conquistas, torna a nossa mudança mais fácil, por nos sentirmos mais integrados, conectados e apoiados a este novo ambiente, tornando a transição mais agradável. Essa rede pode ser composta por família, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, grupos da comunidade local… Todos aqueles que nos façam sentir bem e queridos.

Uma decisão ponderada…

Apesar de tudo, esta deve ser, sempre, uma decisão muito ponderada. Antes de qualquer mudança devemos ter sempre em consideração tudo o que isto vai trazer para a nossa vida. Discutirmos com o nosso círculo mais próximo, procurarmos conhecer o país para onde vamos, a possibilidade de um futuro emprego…

A decisão deve ser bem estudada, com avaliação prévia dos prós e contras, principalmente quando se emigra para países com elevado nível de vida, onde se ganha muito, mas também se gasta muito.

E, quando já tiveres a tua decisão tomada: força! Vais adorar esta nova mudança…

Lê também:

2 comentários em “Uma dica para quem pensa vir…

Adicione o seu

  1. Muito bom.Agora tenho uma duvia que talvez possa ajudar a esclareçer.tenho uma irmã do qual quer vir para a suiça , porque finançeiramente nao consegue e tem uma filha 6 anos do qual para o ano deveria entrar na 1 classe.Sera possivel registar a criança na ecola sendo que a minha irmã nao tem trabalho na suiça?por enquanto claro.

    1. Penso que tem que ter trabalho na Suíça e tudo legal para conseguir registar a menina na escola!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑