A conjuntura

Encontrava-me a trabalhar numa consultora/auditora e o meu marido numa multinacional sedeada em Alverca. O meu marido sempre teve o desejo de ter uma experiência profissional fora de Portugal. Eu por outro lado, nunca me passou pela cabeça sair do meu país, sair de perto da minha família e amigos, principalmente, sair da minha zona... Ler mais →

1º Maio

Devido às tradições federalistas, os cantões são independentes para determinar os seus próprios feriados. Apenas para alguns , o 1° de maio é um dia de descanso. O cantão de Vaud, onde residimos, não é feriado mas curiosamente a construção cívil é obrigada a dar o dia de descanso aos trabalhadores. Será isto força do... Ler mais →

A Escola

Aqui a escola é obrigatória a partir dos 4 anos, a escola pública é gratuita e os pais não têm que comprar qualquer material escolar. Uma realidade bem diferente da nossa. No entanto, para quem tem ambos os pais a trabalhar, a escola pública é um “inferno” em termos de horários, pois quando eles são... Ler mais →

Aventure-se e conheça a Suíça de lés-a-lés!

Conhecer o país em que estamos emigrados é um contributo importante para uma boa integração. Quem vive na Suíça seguramente já viu nas estradas sinais que indicam o percurso do Grand Tour de Switzerland.  É uma rota que “percorre 1600km através de quatro regiões linguísticas, cinco passos alpinos, 11 Patrimônios Mundiais da UNESCO, duas reservas de... Ler mais →

Carnaval

Quando vivia em Portugal o Carnaval tinha, na nossa família, um cerimonial especial que me cativava e que gostava de poder, agora, partilhar com os meus filhos. Os festejos começavam na sexta-feira – o dia de carnaval na escola onde as crianças confraternizávam com colegas, todos mascarados com os fatos dos heróis e das heroínas em... Ler mais →

De novo no mercado de trabalho

 De forma a que a prioridade do meu filho na entrada na creche aumentasse, inscrevi-me no fundo de desemprego, a chômage, pois era a maneira de ter a prova que procurava emprego activamente. Na Suiça, quando se está inscrito no fundo de desemprego é se obrigado a ir a reuniões, marcadas com alguma regularidade. No fundo... Ler mais →

Gravidez na Suíça

Duas semanas após a decisão de mudar de país descobri que estava grávida do meu primeiro filho. Tudo me passou pela cabeça, como é que eu vou ter um filho longe de Portugal, como é que funciona o sistema de saúde na Suiça, como será o acompanhamento da minha gravidez. Todas essas dúvidas surgiram mas... Ler mais →

Aspetos que a fazem continuar?

Como já falo francês relativamente bem e como, entretanto, lancei o meu projeto, estou mais ocupada e entusiasmada. Trabalho numa área diversa daquela da minha formação académica, conheço pessoas diferentes e acho que o facto de ter vindo para cá me abriu o leque de horizontes e deu a oportunidade para conhecer pessoas de todo... Ler mais →

Emprego

Pois é, a Suiça não é um mar de rosas para se arranjar emprego. Aqui funciona muito o networking, por exemplo, frequentei aqui um programa que se chama IDCN (http://www.idcn.info). Este é um programa direcionado para os maridos/esposas de colaboradores das multinacionais, que fazem parte deste programa, que são expatriados para a suiça ou que... Ler mais →

Subir ↑