fbpx

Miúdos internacionais

Com 18 anos fiz a minha primeira experiência internacional ao ir estudar alemão, durante os meses de Verão para Viena de Áustria, e no terceiro ano da faculdade quis ir trabalhar, também durante os meses de Verão para a Alemanha.  Tenho na minha essência um lado de amar as descobertas e outro, totalmente oposto, o... Ler mais →

Andar em Amsterdão (2)

Carro É caro ter carro na Holanda: o combustível é ligeiramente mais caro que em Portugal (o gasóleo custa 1,47€ e a gasolina 95 custa 1,76€). Os carros parecem-me mais baratos, mas depois é necessário pagar imposto, seguro e estacionamento. O imposto (de circulação) depende da idade e de quão poluente é o carro. No... Ler mais →

Andar em Amsterdão (1)

Na Holanda existem mais bicicletas que habitantes….não sei se é verdade, mas parece. Em Amsterdão elas estão por todo o lado, e são um perigo para os turistas incautos que geralmente param em cima das ciclovias. Apesar de ter bicicleta e ir de bicicleta para o trabalho, não é o meu único meio de transporte.... Ler mais →

Sinterklaas…

Cheguei em Novembro e fui logo bombardeada com um sem número de coisa novas para descobrir. A mais imediata era a época do ano favorita para as crianças holandesas - Sinterklaas. E contaram-me a história do Sinterklaas: O senhor vem de Espanha (vá-se lá saber porquê Espanha…Portugal é tão mais agradável ;)), no fim de... Ler mais →

Educação na Holanda

Uma coisa interessante é o VVE (voorschoolse of vroegschoolse educatie). A intenção geral é que todas as crianças comecem a escola com um bom domínio da língua (para a idade que têm). Assim, crianças com alguma dificuldade na fala, ou crianças que não falam o holandês, nomeadamente no caso em que ambos os pais não... Ler mais →

E quando há mais alguém…

A decisão de sair do país nunca é fácil, mais ainda com filhos. Há outras preocupações, além das básicas de arranjar casa, e tratar das outras questões iniciais. É necessário pensar na escola/creche. No nosso caso, tínhamos também a preocupação da adaptação à língua. Toda a gente diz que as crianças aprendem muito rápido, que... Ler mais →

Trabalho

Quando vim à entrevista, a minha actual chefe disse-me isto: “Não sei se te falaram em part-time, ou full-time, mas se quiseres em part-time, por favor que seja a quarta-feira”. Eu, achando a conversa do part-time estranha,  respondi-lhe que me tinham falado em 40 horas. Quando cá cheguei percebi. É muito comum o trabalho em... Ler mais →

Chegar a Amsterdão

Cheguei a Amsterdão no fim de Outubro de 2016. Ia começar a trabalhar no dia 1 de Novembro. Não tinha grande ideia da cidade (nunca tinha estado em Amsterdão, antes da entrevista de trabalho), mas tive a sorte de ter uma empresa para me ajudar na instalação,  contratada pela empresa para a qual ia trabalhar.... Ler mais →

Subir ↑