fbpx

Sistema de educação na Alemanha

Gisela Rodrigues

Do Infantário ao secundário 

Quando nos mudamos para a Alemanha o meu filho ia fazer 5 anos, conhecer o sistema de Educação na Alemanha era essencial.

Como achamos que íamos ficar uns anos por cá, escolhemos à partida seguir a via de ensino alemã. Era garantido que ainda ia mais um ano para o infantário e consideramos essa a melhor opção. Mas aí começou a nossa aventura a navegar o sistema escolar alemão. 

Infantários:

São poucos, não muito caros (depende do infantário), horário reduzido e não fazem parte do sistema de ensino. Os infantários, quando se consegue vaga, são exclusivamente para os miúdos brincarem. É proibido ensinar no infantário. Em alguns infantários, no último ano fazem uma preparação para a primária. 

Como em tudo na Alemanha, a regra é para cumprir: miúdos nascidos até dia x vão para a primária, nascidos no dia x+1 vão no ano seguinte, as datas variam de estado para estado. Mudar isto implica muito trabalho e muitas vezes não funciona, a não ser que a passagem seja para uma escola privada. 

Existe um teste que todos os miúdos têm que fazer para provarem que estão prontos para ir para a primária. Uma carta é enviada para casa com uma convocatória para o teste. 

Primária: a primária pública não é escolha dos pais. É definida de acordo com a morada. O que significa que podem ir parar a uma das 3 opções: 

Primária com ano zero: ano de integração entre infantário e primária. Facilita ter uma escola destas se acharem que o infantário já não é o ideal. 

Primária: escola só com os 4 anos de primária, opção comum. 

Primária integrada em escola secundária: um edifício grande que tem primária e secundária (a secundária depende da via de ensino) 

A outra opção é escolher uma escola privada (mesmo alemã), normalmente implica testes e entrevistas para poder entrar. 

A escola primária acaba por ser uma das alturas mais importantes pois após a primária, é decidido uma das 3 vias de ensino: ensino universitário, ensino técnico-profissional e a via profissionalizante.

Não esquecer que na Alemanha não existe o conceito de todos terem de ter um curso superior para ganhar mais que o ordenado mínimo. Muitas das profissões só exigem o técnico-profissional. 

Como se processa esta passagem entre a primária e o secundário? 

Depende da zona da Alemanha onde estejam: nalguns sítios os pais decidem, noutros a última palavra é da escola primária. 

Começando numa destas vias não é fácil mudar. De acordo com o aproveitamento escolar, os miúdos podem ser aconselhados a mudar. 

Secundário: existem escolas mistas com três vias de ensino e escolas só com uma das vias. 

Embora não exista uma escolha definida para cada criança, podem concorrer a várias. Os critérios de escolha podem ou não variar de acordo com o local de residência. 

Como é que nós gerimos isto? 

– Um ano de infantário 

– Uma escola primária privada com ano zero 

– Estando a terminar o primeiro ano já andamos a ver escolas secundárias 

Dá para perceber porque muitos decidem pela escola internacional (principalmente se não vão ficar muitos anos na Alemanha). O contra desta escolha é manter o aluno até ao fim do secundário pois mudar a meio é muito difícil.

Lê também:

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: