fbpx

Sinterklaas…

Cheguei em Novembro e fui logo bombardeada com um sem número de coisa novas para descobrir. A mais imediata era a época do ano favorita para as crianças holandesas – Sinterklaas.

E contaram-me a história do Sinterklaas: O senhor vem de Espanha (vá-se lá saber porquê Espanha…Portugal é tão mais agradável ;)), no fim de Novembro, de barco a vapor. Chega a uma cidade diferente a cada ano, e depois percorre a Holanda no seu cavalo branco. Vai percorrendo o país , e na noite de 5 de Dezembro vai a casa de todos os meninos na Holanda, com os seus Pieten (ajudantes) entregar prendas e no dia 6 de Dezembro,  vai-se embora, de volta para Espanha.

O primeiro Sinterklaas que a minha filha passou cá foi há dois anos. No dia 5 ele veio à escola, e foi uma festa mas não fiz a coisa como deve ser.

O ano passado, o chefe do departamento enviou-me um e-mail com tudo o que devia fazer:

Quando o Sinterklaas chega à Holanda, temos de pôr o sapato na chaminé….(um pouco à maneira do sapatinho no Natal). Os miúdos têm de escrever um poema, ou fazer um desenho, e deixar uma cenoura, ou palha, ou uma maçã para o cavalo. E o Piete há-de deixar uma pretinha, ou pepernoten, ou uma letra de chocolate. No dia 5 à noite (a pakjeavond) geralmente os pais pedem aos vizinhos para bater à porta e deixar um saco com presentes à porta.

Na teoria, entre a chegada do Sinterklaas e a sua partida o deixar o sapato na chaminé acontece todos os dias, mas para mim não faz sentido estar quinze dias a deixar prendinhas e coisinhas, além do facto de me esquecer completamente. Assim, o ano passado e este ano, deixámos o sapato lá fora, à parte. A única chaminé que temos é a do exaustor na cozinha, e não vou pôr um sapato em cima do fogão….

Nas noites em que a minha filha se lembrou de deixar uma cenoura ou maçã, eu deixei-lhe pepernoten e um coração de chocolate (não tinham a letra dela). Uma das vezes deixei os pepernoten dispostos a fazer a letra dela.

A época em si é  muito engraçada. Há toda uma participação da população, pelo país. Quando ele chega ao país, depois há um desfile em cada cidade, em dias diferentes. É muito giro de assistir, o ano passado, sem nos lembrarmos, acabámos por ficar na Dam durante umas 3 horas, com as mãos geladas à espera de ver o senhor chegar. Imensos Pieten davam pepernoten. Consegui encher uma caixa grande só com o que distribuíram.

A televisão este ano (não sei se o ano passado havia) tinha o Sinterklaasjournaal, e há toda uma história, também para ajudar os pais:
Este ano o Americo (o cavalo branco) foi substituído por outro que se chama Ozosnel, e como este tem medo de andar de barco vieram num comboio a vapor. Há um piet que é o MalePiet que é mais malandro e deixa presentes falsos (e acaba por dar aos pais a oportunidade de dizerem que os miúdos não receberam a prenda nesse dia porque foi o MalePiet). Afinal o cavalo não é branco, foi pintado pelo PaardPiet….

O que é mais engraçado é a minha filha seguir com muita atenção o Sinterklaasjournaal, explica-me tudo direitinho, e fica tão contente por ver pepernoten no chão ao pé dos sapatos. Na noite do dia 5 o que fazemos é um de nós aproveita uma altura qualquer, quando passa na porta de entrada, e finge que estão a bater à porta…. Não está um saco cheio de prendas porque o Natal está aí à porta, mas há uma prendinha ou duas.

Um comentário em “Sinterklaas…

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: