fbpx

Saúde no Luxemburgo

A meu ver o sistema de saúde no Luxemburgo é dos melhores do mundo, sendo ao mesmo tempo injusto..

Afiliação à caixa nacional do Luxemburgo

Por trabalhar no país fico afiliado à Caixa Nacional de saúde no Luxemburgo e ao seguro de trabalho. Isto permite-me escolher o médico quando necessito de uma qualquer consulta. Assim aqui não existe saúde para ricos ou pobres. Somos todos iguais desde que estejamos afiliados à Caixa Nacional de saúde no Luxemburgo.

A fatura é paga no momento, directamente ao médico, sendo posteriormente enviada para a caixa nacional onde consta além dos nossos dados o número de conta bancária para a qual é devolvida a quase totalidade do valor da consulta. Exemplo: Uma consulta de clinica geral custa em média 48€ e a caixa devolve 45€. As consultas de especialidade são mais caras.

As clínicas ou hospitais funcionam bem, e existem já muitos médicos e enfermeiros Portugueses.

Porquê injusto?

Para mim a grande injustiça é a falta de cuidados médicos universais! Penso ser uma vergonha para um dos países mais ricos do mundo. Já participei em várias reuniões com o Ministério da saúde do Luxemburgo e estamos a fazer pressão para que isto mude e que não seja necessário à entrada de um hospital ter que mostrar uma cartão de crédito se não estiver afiliado! Há muito pouco tempo uma jovem ia dar á luz e como não estava afiliada nem tinha cartão de crédito, não permitiram que desse entrada no Hospital, tendo indicado que fosse ter o bebé no carro, no parque de estacionamento! Só com alguns telefonemas o caso foi resolvido “in extremis”.

Qualquer pessoa independentemente da nacionalidade, ao perder o trabalho e a casa perdem por isso o direito ao apoio social, deixando de ser um ser e passando a ser um número vivendo da caridade e recebendo apenas apoio de médicos do mundo que são voluntários.

Pensōes

O serviço de pensões é dos melhores do mundo pois ao final do mês pago 8% do meu salário para a caixa de Pensão, o Patrão para igualmente 8%, assim como o Estado que cotiza também 8% por cada trabalhador do país, o que totaliza 24% e que ao final de 40 anos de cotização e 57 anos de idade permite a aposentação, com cerca de oitenta por cento do antigo salário.

Se tiver uma cotização mista em vários países, pode ser somada por exemplo 30% no Luxemburgo e 10% em Portugal, o que soma 40%. Se decidir parar ao 57 anos de idade posso receber os 30% do Luxemburgo, mas os de Portugal só recebo quando atinjo a idade legal do país.

Leia também:

Junta-te a nós e partilha as tuas experiências na plataforma Vidas Sem Fronteiras

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: