A garra e raça da mulher Portuguesa

Joana Barbosa

Destemidas, fortes e corajosas… A raça da mulher Portuguesa destaca-se das demais. Mas porquê? Existirá alguma razão para deixarmos a nossa marca onde quer que vamos?

A raça da mulher portuguesa como fator diferenciado

Ao longo deste tempo a viver no estrangeiro e depois de conhecer tantas mulheres Portuguesas fico sempre com a sensação que somos diferentes das restantes.

Sinto que somos mais destemidas, acredito que sejam heranças dos nossos antepassados, mais aventureiras e que nunca dizem que não a uma “luta”.

Desenrascadas com todas as línguas, não nos inibimos de falar. Empáticas com os outros povos, mais viajadas e até com uma cultura geral mais apurada.

Somos conhecidas pela nossa resiliência e perseverança. A mulher portuguesa é única e nunca baixa os braços… Enfrentamos, ao longo do tempo, desafios históricos e culturais, permanecendo, sempre, fortes diante da adversidade.

É seguro dizer que as mulheres portuguesas são trabalhadoras, ambiciosas e possuem uma forte ética de trabalho. Não é à toa que, no estrangeiro, são conhecidas pelo seu profissionalismo e atenção aos detalhes.

Em França, por exemplo, onde podemos encontrar um grande leque de mulheres portuguesas que, há muito anos, teve de emigrar em busca de uma vida melhor, são reconhecidas e aclamadas pelo seu fator diferencial. São tidas, grande parte das vezes, como mulheres empoderadas, prontas para qualquer desafio.

Além disso, a cultura portuguesa valoriza a família e a comunidade. Por sua vez, as mulheres portuguesas desempenham, geralmente, um papel essencial na manutenção dessas conexões e no cultivo de relacionamentos. São fonte de hospitalidade e dedicação aos seus entes queridos.

E, no que à família diz respeito, também não há dúvida que somos muito mais “mães galinha”! Somos mais cuidadosas, em alguns momentos até demais…

Temos na família o nosso maior alicerce e tudo fazemos para que esta se mantenha unida.

Um legado que perdura no tempo

Está-nos no sangue e não o podemos negar! Temos uma rica e inegável herança ancestral que não nos deixa mentir.

Somos conhecidos por sermos um país dotado de uma história rica e complexa, que teve diversas influências culturais ao longo do tempo, provenientes de várias civilizações e grupos étnicos, que foram moldando as características e valores do nosso povo.

Somos conhecidas pelos nossos valores e tradições, por ultrapassarmos barreiras e arregaçarmos as mangas. Ao longo do tempo, a nossa história moldou a nossa forma de ser e de encararmos a vida, sempre com otimismo, em busca de um futuro melhor.

Posso afirmar com toda a certeza: Sou, orgulhosamente, uma mulher portuguesa!

E, como diz a conhecida música do grupo musical Diapasão:

“Já corri mundo e não encontro outra igual
Com quem eu queira ficar…”

Lê também:

Um comentário em “A garra e raça da mulher Portuguesa

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑