Qual a melhor zona de Budapeste para viver?

Diana Bernardo

A capital Húngara serve de casa a 1.7 milhões de pessoas, que se dividem por 23 distritos. Na hora de se mudar para Budapeste, vai precisar de saber onde gostaria de encontrar casa. Este é um guia que o ajudará a decidir, com base nas suas circunstâncias e preferências pessoais e familiares. 

A primeira distinção a fazer é entre Buda e Pest. Originalmente, existiam 3 cidades distintas: Buda, Pest e Obuda que, com a construção da primeira ponte sobre o Danúbio, em 1849, se uniram numa só. Apesar de, hoje em dia, se tratar de uma cidade única, Buda e Pest continuam a ter identidades distintas.

Buda é uma zona mais familiar, com mais áreas verdes e, normalmente, acolhe pessoas com mais poder económico. Por outro lado, Pest é ligeiramente mais acessível, cheia de bares, restaurantes e lojas, e é aqui que se situa o coração da cidade e os seus principais centros de lazer. Esta zona atrai sobretudo jovens que preferem a conveniência de viver no centro.

Vejamos alguns dos distritos mais populares para se viver na capital Húngara:

Pest

Distrito 5

É aqui que se situa o centro da cidade. A estação de Deák Ferenc oferece ligações a todas as zonas de Budapeste mas, na verdade, nem precisa de se movimentar muito porque esta zona oferece quase tudo aquilo de que pode precisar. 

Aqui encontra desde apartamentos mais antigos, a apartamentos renovados, de luxo, muitas vezes desenhados a pensar nos estrangeiros com grande capacidade económica que vivem na cidade.

Distrito 6

Muito central, o distrito 6 apresenta zonas cuidadas e apartamentos bem preservados ou renovados – e apartamentos menos cuidados também, como em todo o lado.

Tendo a avenida Andrássy no seu centro (conhecida como os Champs Elysées de Budapeste), algumas das áreas do distrito 6 são relativamente requintadas e, por isso, os preços das rendas também não são os mais baixos. Ainda assim, são relativamente acessíveis, sobretudo se considerarmos quāo central é este distrito.

Distrito 7

Este é o “party district” por excelência. Também conhecido como “bairro judeu”, o distrito 7 alberga a maior parte dos conhecidos “ruin bars” de Budapeste, que atraem milhares de locais e turistas todas as noites da semana. 

Durante o dia, é um local muito agradável, com ambiente de bairro, repleto de restaurantes e cafés interessantes. A noite pode tornar-se um pouco desconfortável para os residentes devido ao barulho causado pelas pessoas que frequentam os bares. 

Fica extremamente central e com bons acessos. As rendas são relativamente acessíveis.

Distrito 8

O distrito 8 tem má reputação mas tem tido também uma franca melhoria na última década. Pessoalmente, vivi sempre neste distrito (em 2 zonas diferentes) e adoro, pela conveniência e pelos preços ligeiramente mais acessíveis do que no resto da cidade – precisamente por causa desta má reputação. 

Há que fazer a distinção entre diversas zonas neste distrito: a parte mais perto do körút (grande avenida) é tão segura como o centro da cidade e não fica atrás de qualquer outro distrito do centro. No entanto, a zona oposta do distrito, mais longe do centro, não é recomendável – a menos que não se importe com alguma insegurança (o que é sempre relativo, considerando que Budapeste é uma cidade segura) e queira usufruir de rendas mais baixas.

Distrito 13

Este é um distrito onde estão instaladas muitas empresas internacionais. Se vai mudar-se para Budapeste por questões profissionais, há uma forte possibilidade de vir a trabalhar aqui. À volta dos escritórios há uma grande oferta de apartamentos novos, e muitos ainda a ser construídos. Se privilegia um tipo de apartamento mais moderno, esta pode ser a área que procura. 

Buda

Distrito 11

É dos distritos de Buda que se parece mais com Pest, mas o ambiente é um pouco diferente do que se verifica no outro lado do rio. Está muito bem servido em termos de transportes e tem uma grande zona comercial (Allée). Tem também muitos restaurantes e cafés. Os preços das rendas são um pouco mais elevados do que em Pest, mas ainda assim acessíveis. Tem também várias áreas verdes. 

Distrito 2

Uma zona principalmente procurada por famílias, proporcionando áreas verdes e calmas e, ao mesmo tempo, fáceis acessos ao centro da cidade.

Colinas de Buda

Se preferir viver em Budapeste, mas num ambiente quase de campo, as colinas de Buda são o melhor lugar para si. Dispersas por vários distritos, oferecem casas maiores, com jardins, e integradas na natureza. Consequentemente, os preços são mais elevados.

Uma das vantagens de se viver em Budapeste é que os transportes públicos são excelentes e é rápido chegar a todo o lado. Por isso, independentemente do distrito que escolha para viver, conseguirá deslocar-se facilmente na cidade, aproveitando ao máximo a Pérola do Danúbio. 

Lê também:

Um comentário em “Qual a melhor zona de Budapeste para viver?

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: