fbpx

Peripécias linguísticas de uma família mista!

Quando vivemos numa, como eu gosto de lhe chamar, família mista (ou seja,  uma família em que os pais têm nacionalidades diferentes), em que todos falam o idioma de todos, é certo que irão acontecer aventuras linguísticas muitos engraçadas!  

No início da minha aprendizagem de alemão, quando me queixava relativamente à dificuldade de acertar no artigo definido correcto para cada palavra (muitas regras e também muitas excepções), era certo que o meu marido (alemão, estoico lutador para falar e escrever português correctamente) iria fazer piada com a situação “aaaahhh, pois é, regras fáceis é em português, como aquela regra de que as palavras acabadas em a são femininas, como por exemplo, o papa, o cinema, o mapa, o dilema, etc…”

Também os meus filhos falam português desde pequeninos mas o português tem um lugar especial para eles, não é bem língua materna como o  alemão, também não é língua estrangeira como as outras. É antes uma espécie de língua de herança! A diferença face à língua materna é que eles são muito mais críticos a pensar sobre o português do que sobre o alemão.

Por exemplo, os meus filhos, especialmente o mais velho, questionava imenso sobre a dupla negação. Durante muito tempo ele dizia “Eu quero nada” querendo dizer “Não quero nada”. Para ele dizer tal como nós dizemos era o equivalente a referir que sim, queria alguma coisa!

Também face a alguma linguagem mais informal havia reações como por exemplo:

“Onde anda a tua tesoura?”

”Mãe, estás sempre a dizer que temos de falar português correcto! Acho que as tesouras não andam, certo? Onde é que está a tua tesoura, faz favor!”

“Ora bem, que tu me corrijas em alemão está muito bem, agora que me queiras corrigir em português…!”

Peripécias da vida de emigrante!

Um comentário em “Peripécias linguísticas de uma família mista!

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: