“My sweet” Jamaica

Sara Granjo

A Jamaica foi uma agradável surpresa. Em Julho de 2017, o meu marido (Álvaro) teve uma proposta de trabalho para a Jamaica e, em Agosto, viemos visitar Kingston para escolher casa e colégio para os nossos três filhos.

A importancia de conhecer alguém

Tinha pesquisado sobre a Jamaica e percebi que o nível de crime/violência era altíssimo e fiquei muito assustada. Tive a sorte de conhecer uma família brasileira com dois filhos que já tinham vivido na Jamaica e que se estavam a mudar para cá pela segunda vez. A ajuda que nos deram foi importantíssima, tranquilizaram-nos bastante, deram-nos imensas dicas sobre zonas onde morar, colégios, supermercados…

De facto, a vida na Jamaica é muito isto, grande espírito de entreajuda entre os estrangeiros que cá vivem, muitos contactos que se passam entre amigos (desde médicos, senhor que vende a fruta, o peixe) e que foram cruciais para que nos adaptássemos tão bem a esta ilha. Por outro lado, os Jamaicanos recebem lindamente os estrangeiros que gostam da sua ilha!

Uma surpresa agradável

A vida aqui é muito tranquila, os miúdos brincam imenso na rua (no condomínio), temos muito mais tempo e disponibilidade para os acompanhar, há uma grande cultura desportiva e de competição (antes do covid) onde os nossos filhos foram a várias competições de ténis, ginástica e até futebol. Através do colégio fomos apoiar o nosso filho mais velho a um torneio de futebol nas Bahamas.

Chegamos à conclusão de que se vive muito bem em Kingston, apesar de ser uma cidade com níveis de criminalidade muito altos, não sentimos essa violência no nosso dia a dia. No entanto, respeitamos várias regras tais como, não andar a pé na rua, manter vidros do carro fechados. Como vivemos num condomínio fechado e com segurança, nunca sentimos qualquer tipo de insegurança ou medo.

A Ilha

A temperatura é mais ou menos constante o ano inteiro, está sempre muito calor e vamos sempre à praia ou à piscina durante o fim de semana. 

A Jamaica é uma ilha lindíssima e muito diversificada, temos praias fabulosas, mas também temos as Blue Mountains com uma vista deslumbrante sobre a cidade. Na montanha a temperatura é muito mais fresca.

O nível de vida é bastante caro, quase tudo é importado, e temos algumas limitações em termos de oferta. No entanto, conseguimos encomendar tudo dos Estados Unidos ou da Europa, embora a preços nada razoáveis.

A Jamaica “deu-nos” a nossa quarta bebé, a Rosarinho, que, embora tenha nascido em Portugal, tem um espírito muito Jamaicano, não gosta de se vestir, nem de se calçar, gosta de comida picante e só fala inglês.

Os nossos filhos estão na Escola Americana, gostam muito da escola e adoram viver na Jamaica, tem uma vida muito descontraída, brincam muito na rua com os amigos e fazem imensos programas aos fins de semana.

Tenho vários dias de neura, em que sinto imensas saudades de Portugal, mas, de uma maneira geral, vivemos no paraíso!

Lê também

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: