Happy Thanksgiving!!!

Num país com múltiplas religiões como os EUA, o Thanksgiving ou Dia da Acção de Graças assumiu uma importância enorme e representa a Festa da Família, equivalente ao nosso Natal. Neste dia, celebrado na quarta 5ª feira de Novembro, as famílias, independentemente da religião que seguem, reúnem-se para expressarem gratidão por tudo o que têm.

É um dos feriados mais importantes e tradicionais da Sociedade Americana. Estima-se que cerca de 55 milhões de pessoas viagem nos dias anteriores ao Thanksgiving, aproveitando que é um dos poucos feriados que é gozado por todos – recordo que não existem feriados obrigatórios nos EUA; há apenas feriados sugeridos que as empresas podem ou não aceitar fazer. E Thanksgiving é o mais consensual.


Como país onde a liberdade Religiosa está consagrada na Constituição passou a sê-lo com a 1ª Emenda https://en.wikipedia.org/wiki/First_Amendment_to_the_United_States_Constitution) significando isso que não podem existir quaisquer leis que obriguem ou proíbam o exercício religioso, não existem feriados religiosos nos EUA. Daí a enorme importância deste Dia.
O Thanksgiving é celebrado nos EUA, no Canadá, Austrália, Holanda, Filipinas e ainda em alguns países das Caraíbas e na Libéria, sendo que cada país tem uma data específica – no Canadá, por exemplo, celebram na segunda 2ª feira de Outubro. É ainda possível encontrar festas com um significado semelhante na Alemanha, Inglaterra e no Japão.

Tem a sua origem em tradições Inglesas da altura da Reforma Protestante, no século XVI, que procuraram reduzir o número de feriados Católicos, procurando dar-lhes um significado ou de penitência/jejum ou de agradecimento. A tradição foi trazida para os EUA e Canadá pelos colonos, que passaram a festejar o Thanksgiving no final das colheitas, onde se agradecia pelo resultado das mesmas e se partilhavam os alimentos com os povos indígenas que os ensinaram a cultivar o milho e outros frutos e cereais existentes na região.

Neste contexto, é possível entender melhor as tradições deste dia: as famílias reúnem-se para um almoço/jantar onde não pode faltar o perú recheado (que estaria bem alimentado no pós colheita e seria suficiente para a família inteira), acompanhado de puré de batata, milho e feijão verde, e regado com molho de cranberry; para sobremesa tarte de abóbora e de nozes pecan. Estamos a falar dos produtos que os colonos encontraram quando chegaram ao Novo Mundo.

Associado ao Thanksgiving, temos ainda o Black Friday, o nome informal dado ao dia a seguir, e que era tradicionalmente o dia que as pessoas iam trocar os presentes recebidos e se tornou o dia em que as lojas fazem os maiores saldos do ano. Nos últimos anos, os retalhistas no resto do Mundo adotaram este conceito. Apesar do Black Friday não ser feriado oficial, grande parte da população não trabalha nesse dia e é um dia destinado a Shopping. Algumas lojas chegam a abrir à meia noite, de 5ª para 6ª feira.
A origem do nome não está bem esclarecida, mas pensa-se que representa a confusão de gente e trânsito, pela corrida às compras, e, em simultâneo, o dia em que os lojistas começam finalmente a ter lucro (“passam do vermelho para o preto”), com o grande volume de vendas que ocorre neste dia (em 2017, totalizaram cerca de $58.3 bilhões ou mil milhões, cerca de EUR 53 mil milhões).

E para terminar, como é que nós nos temos ajustado a esta tradição tão importante na comunidade onde vivemos? Nos primeiros anos, aproveitamos para viajar para fora dos US, porque não há muitas
oportunidades (temos poucas férias e poucos feriados). Mas gostamos muito do significado do Thanksgiving, pelo que, este ano, vamos passar com a nossa “Familia” de cá, amigos queridos com quem gostamos de partilhar bons momentos e que nos fazem esquecer as saudades de Portugal! Mas… em vez do perú, vamos ter arroz de Pato!! E no Black Friday, vamos ao Shopping, aproveitando para comprar as prendas de Natal!! Já estamos bem adaptados!!!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: