Agosto e as férias de quem vive fora

Ana Carreira

Parece que o verão chegou à reta final e com isso a volta à realidade. Muitos de nós, aproveitamos os meses de calor, principalmente Agosto, para voltar à tão amada terrinha e rever a família e desfrutar da nossa “casa” e das nossas origens. Afinal são as típicas férias de quem vive fora!

A distancia pode influenciar a frequência da visita

Para os que estão mais longe ou só têm oportunidade de voltar nesta época, sofremos com a ansiedade de aproveitar aqueles dias de férias ao máximo que durante o regresso deixam aquela sensação de tristeza e melancolia. 

Felizmente hoje em dia com a facilidade de viajar e preços mais acessíveis, muitos dos que estamos fora, principalmente os desta nova geração, na qual me enquadro, temos mais facilidade em ir a Portugal e de fazê-lo várias vezes ao ano. Temos ainda a questão do teletrabalho que cresceu consideravelmente durante a época pandêmica e ajudou a favorecer ainda mais estas visitas mais frequentes.

As férias de quem vive fora, na minha primeira pessoa

No meu caso em especial, em quase 10 anos fora, sempre tive a facilidade de ir várias vezes ao ano a Portugal, principalmente nas datas mais importantes, como a Páscoa, o verão e o Natal… ah… e ainda no meu aniversário (em Março), sempre que é possível. Também passei dois anos em teletrabalho e quis aproveitar ao máximo e foram várias as vezes que viajei e passei 2 a 3 semanas a trabalhar na terrinha.

Booking.com

A ressaca das férias de quem vive fora

Voltando à melancolia destas idas a Portugal, principalmente após o Verão, o facto de ter que voltar à realidade é bastante duro.

O Verão assim como o Natal é sempre mágico, vamos à praia, ao campo, passamos aquelas noites de brisa quente nas esplanadas, rodeados da família, dos bons amigos, desfrutamos de uma boa refeição, de um bom vinho ou ainda de uma cervejinha fresquinha, vamos a concerto, um festival, uma festarola na aldeia…. são tantas coisas boas e às vezes tão poucos dias para aproveitar.

Esta época para os “expats” por vezes é mais cansativa do que propriamente para descansar. E isto porquê? Porque em poucos dias queremos fazer tudo, estar com a família, com os amigos, visitar um familiar que vive mais longe, ir àquela cidade à outra, fazer compras, tratar de assuntos e afinal o tempo esfuma-se, e aqueles dias que deviam ser de descanso, são um frenesim e não paramos de correr de um lado para o outro.

Bem, agora que a grande maioria já nos encontramos de volta aos nossos países de residência e à nossa realidade, nada mais nada menos, basta-nos ecoar aquele velho hino popular que ainda que soe um pouco piroso, transmite bem a nossa realidade:

Meu Querido Mês de Agosto

Por ti levo o ano inteiro a sonhar

Trago sorrisos no rosto

Meu Querido Mês de Agosto

Por que sei que vou voltar

Para o ano há mais e esperamos estar todos de volta, para mais umas férias no nosso querido e amado Portugal.

Lê também:

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑