Escapadinhas em Espanha- inverno

Ana Carreira

Com a aplicação da 3ª. dose da vacina e o levantamento de certas medidas de combate à pandemia, muitos de nós já pensamos em “dar alguma voltinha por ai”.

Neste artigo poderão encontrar três sugestões de passeios de fim-de-semana, Escapadinhas em Espanha e percorrer assim, este país de norte a sul e ficar a conhecer a sua  vasta diversidade cultural.

Vigo – zona Norte, Galiza

Este destino é conhecido por muitos portugueses, principalmente pelo pessoal da zona do Minho e Douro Litoral, devido à proximidade com a cidade galega.

De fácil acesso tanto pela A28 como por comboio (Porto-Vigo) é uma cidade costeira que se dedica maioritariamente à pesca e uma das cidades “irmãs” do Porto, já que existem convênios diplomáticos e económicos entre ambos os municípios.

Já para quem vem de outras cidades e províncias espanholas, o acesso também é fácil já que existem vários meios de transporte, desde o comboio até ao avião.

Talvez esta seja umas das cidades que mais se assemelha à cultura portuguesa (principalmente à nortenha). Os hábitos e maneiras de ser e estar, honestamente não são muito diferentes do nosso, nem tampouco o linguajar, já que o galego é a raíz da nossa língua-mãe.

O que podemos ver e fazer aqui?

Existem vários pontos de interesse, no entanto gostaria de destacar-vos os meus favoritos:

Praia de Samil/Ilhas Cíes

É um lugar encantador, com vistas espectaculares sobre as Ilhas Cíes. É uma zona óptima para tomar uma bebida e até mesmo almoçar, principalmente naqueles dias de inverno solarengos. 

Já as Ilhas Cíes, são um pequeno aglomerado de ilhas e com acesso limitado através de barco, o qual se realiza a partir do Porto de Vigo. É um paraíso natural, devido à vasta flora e fauna, o qual é considerado uma das melhores praias do mundo. Desde o ano 1980 tem conotação de parque ecológico e como é óbvio está protegido. Vale a pena a visita, independente da altura do ano, mas convém não apanhar chuva, como é óbvio!

Rua das Ostras

Próxima ao famoso Mercado da Pedra, poderemos encontrar vários postos, onde as “ostreiras” (vendedoras de ostras) nos darão a degustar este verdadeiro petisco, o qual faz as delícias dos grandes amantes do marisco. Estas são apanhadas na Ria de Vigo e deverão ser acompanhadas de um refrescante vinho branco das “Rías Baixas”, típico da região.

Iluminações de Natal

Outro grande atrativo da cidade, são as famosas iluminações de Natal. 

Abel Caballero, presidente da Câmara da cidade, ficou famoso pela instauração das precoces e estonteantes luzes de Natal que deslumbram os vigueses e todos os visitantes forasteiros.

Toledo – Centro de Espanha, Castilla-La Manch

A cidade de Toledo, encontra-se a escassos quilómetros de distância da capital – Madrid – e é de fácil acesso tanto de carro, como de comboio interurbano.

Os monumentos e a diversidade cultural

É uma cidade muito antiga e com muita história, já que aqui podemos encontrar uma miscelânea de monumentos de vários estilos e povos: cristãos, judeus e árabes, dentro da antiga cidade amuralhada. Os mais famosos são a muralha, a Catedral e a Porta de Bisagra.

D. Quixote de la Mancha

É ainda uma zona muito marcada pela lenda de D. Quixote de La Mancha, já que  Cervantes retrata na sua aclamada obra, a rota percorrida pelo lendário cavaleiro espanhol. Para deleite dos seus admiradores, poderão percorrer esta mesma, tanto de carro, como a pé, sendo este um dos caminhos europeus classificados como, “Itinerário Cultural Europeu”.

“Mazapanes”

A nível gastronómico é imensamente conhecida pela fabricação de bolinhos de massapão (- “mazapanes”, doce este muito apreciado na época natalícia. Nas ruas do centro histórico, poderemos encontrar várias confeitarias centenárias que vendem a doce iguaria durante todo o ano.

Granada – Sul de Espanha, Andaluzia

Para mim e muitos é um dos paraísos arquitectónicos da Andaluzia. O acesso pode estar um pouco mais condicionado para quem vem de Portugal, no entanto os valores a nível de voos são económicos, por meio de companhias low-cost.Granada é conhecida pelo forte enraizamento árabe, com traços marcantes na arquitectura e gastronomia. É ainda famosa pela estância de ski “Sierra Nevada”, a qual é um ponto de interesse de muitos europeus, amantes do desporto de inverno.

A herança árabe 

Um dos momentos mais visitados é a Alhambra, um complexo monumental assentado sobre um monte de origem andalusí (antigo povo de origem árabe que habitou a zona sul de Espanha entre os séculos VIII  e XVI) dotado de lindos palacetes e jardins.

A música e os bailes 

Outro dos pontos de maior interesse é o Monte Sacro, também conhecido como o “Bairro Cigano”, onde predominam os bares e restaurantes de “cantes flamencos” (cantos flamencos)  e “tablaos” (típica dança flamenca, realizada em cima de um pedaço de madeira, o qual emite o som do sapateado e/ou casa de espetáculos flamencos), onde pode-se conhecer e usufruir da verdadeira essência do flamenco.

“Tapas”

Não podemos deixar de falar de Granada, sem mencionar a gastronomia local baseada nas “tapas”. São muitos os bares que oferecem refeições deliciosas e económicas por uma quantia bastante razoável e variedade na degustação.

Espero que estas recomendações sirvam de ajuda na eleição das vossas “escapadinhas em Espanha” e que possam vivenciar experiências únicas, por terras de “nuestros hermanos”.

Lê também:

2 comentários em “Escapadinhas em Espanha- inverno

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: