Educação Malta

Em Malta, a educação de uma crianca é dividida entre kindergarden, primary school, secondary school, high school e/ou junior college. No entanto, só é obrigatória a partir da primary school (5 anos).

Para aqueles que precisem, para bebés e criancas entre os 3 meses e os 3 anos, Malta disponibiliza “Child care centers” (através do Free Childcare Scheme). Estes são gratuitos se ambos os pais estiverem a trabalhar ou a estudar, sendo paga apenas uma “registration fee”. O número de horas a que cada criança terá direito irá sempre depender do número de horas que os pais estiverem a trabalhar/estudar (geralmente terão direito às horas que um dos pais trabalha mas, em alguns casos, poderão ter direito a mais “x%” de horas). Para mais informações sobre este esquema, clique aqui.

Há também alguns centros privados, sendo que convém escolher um que esteja registado no Department for Social Welfare Standars. Enquanto os centros do governo são 100% gratuitos, nos privados paga-se mas pode obter-se uma comparticipação caso se cumpram determinados requisitos para tal.

As crianças frequentam o kindergarten entre os 3 e os 4 anos, num ambiente bastante informal e de forma facultativa. A primary school comeca aos 5 anos e vai até aos 10, havendo pelo menos uma escola pública por localidade.

A Secondary school dura cinco anos (dos 11 aos 16) e assinala o fim do ensino obrigatório em Malta. Os estudantes podem optar por fazer os exames para aceder a High School (os chamados “O levels”), tendo para isso de passar a matemática, Inglês, Maltês, um tópico ligado às ciências e uma língua estrangeira. Estas escolas, ao contrário das primárias, já só costumam haver nas localidades maiores.

Nesta fase, as escolas costumam começar às 8h30 e terminar às 14h30. Para os pais que precisem que as crianças entrem mais cedos, estão disponíveis os chamados “breakfast clubs”.

O transporte para a escola também pode ser faculdado pelas escolas: nas públicas é gratuito, nas church schools e nas escolas privadas o serviço está disponível mas paga-se.

Dos 16 aos 18 anos, os estudantes vão para o Sixth Form ou para a College. O primeiro funciona como o nosso ensino profissional, preparando os alunos que queiram para os exames necessários para entrar na universidade, mas não requerendo que os alunos o façam. Na Junior College, é oferecido um curriculum mais exigente, sendo mais direcionado aos alunos que queiram efetivamente ir para a universidade.

Quanto aos tipos de escolas, há 3: as públicas, as privadas e as escolas/colégios internacionais.

Nas escolas públicas não se paga e geralmente os manuais escolares também são gratuitos. Contudo os pais são responsáveis por pagar os uniformes das criancas/jovens (que não são muito baratos), o material escolar e os passeios da escola. Nestas, à excepção das aulas de inglês ou outras línguas estrangeiras, a língua de ensino é, geralmente, o Maltês, pelo que crianças estrangeiras mais velhas poderão sentir dificuldade em adaptar-se (dado que o Maltês em nada é fácil para nós, exceto se soubermos alguma coisa de árabe).

As escolas privadas podem ser Católicas ou independentes, sendo sempre supervisionadas pelo ministério da educação e oferecendo curriculos semelhantes. Nestas escolas, o Inglês costuma ser a língua de ensino principal, o que permite aos estrangeiros que se mudem para Malta uma boa alternativa às escolas públicas maltesas. A qualidade das escolas independentes é alta, mas também o são os custos associados.

Outro tipo de escolas privadas são as Church Schools que, em Malta, não costumam ter uma mensalidade. Contudo, os pais terão de pagar pelo material escolar e ser-lhes-á pedida uma doação anual (que tem variado entre os 150€ e os 600€ anuais por criança). Nestas escolas, as vagas são limitadas, as listas de espera grandes e irmãos de crianças já a frequentar a escola têm prioriade. As restantes vagas são preenchidas aleatoriamente, através de um sistema estilo lotaria.

Por fim, há ainda tres escolas internacionais, ideiais para estudantes estrangeiros. As mais populares são a Verdala International School e a QSI International School of Malta. Estas escolas são geralmente muito boas, mas naturalmente mais caras.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: