E se for a China?

E foi desta forma que começou a ser escrita a minha aventura a solo pelo Oriente, sem planos, sem nunca ter sido pensado, surgiu assim com uma simples pergunta: E se for a China?

Já há alguns anos que estava com ideias de sair de Portugal. Até ja tinha destinos, entre os quais Austrália, Brasil…Mas nem sempre conseguimos o que realmente planeamos, e do nada, surge a China!

Vivo já há 6 meses em Shanghai, que para ser honesta, não é o espelho da realidade chinesa! Lembro-me perfeitamente do dia em que cheguei! Foi em meados de Maio, um dia onde o termómetro marcava 37ºC, de  sol misturado com um smog intenso. Optei por me instalar num bairro conhecido por ser o “bairro dos expatriados”, repleto de bares e restaurantes ocidentais mas também com alguma oferta local.

O primeiro dia foi uma corrida de lá para cá, ir para o apartamento, ir à policia, arranjar um cartão sim…

Conselho: neste dia arranjem um ‘amigo’ que fale chinês e que vos entenda, a maior parte das pessoas com quem temos de interagir não fala inglês (muito menos português), e o que por si só já é moroso, dada a quantidade de burocracia existente por cá, torna-se numa pequena adaptação para um filme de terror do Lost in Translation. Eventualmente, passado algum tempo, estes episódios podem vir a tornar-se tema de conversa e quem sabe até ajudar a quebrar o gelo num primeiro encontro!    

Resolvida a parte burocrática e após algumas semanas de adaptação, nada como procurar um ginásio, seguir a Timeout Shanghai/SmartShanghai/ShanghaiWOW (há imensas opções), estar atento às escapadinhas de fim de semana organizadas por várias entidades (ginásios, wellness center, RP, …) e assim se vai conhecendo pessoas novas! Lembrem-se sempre, existem muitas pessoas nesta mesma situação…

Estão sempre 1000 coisas a acontecer em Shanghai, e perdendo algum tempo a organizar a agenda é possível fazer uma vida social à medida do nosso budget. Pois todos os dias da semana existe um restaurante/bar com alguma promoção – 2 por 1, happy hours, tudo a 50 CNY, …).

E ainda bem que foi a China, ainda bem que foi Shanghai! Continua a surpreender-me todos os dias, pela beleza, pela cultura e claro, pelas pessoas.

Um comentário em “E se for a China?

Adicione o seu

  1. Que legal, Rita! Eu morei e trabalhei muitos anos em Shanghai e estudei em uma universidade chinesa em Xi’an por muitos anos também! Foi ótima escolha sua! Aproveite!!!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: