fbpx

Conduzir, essa grande proeza em Doha

A primeira de cinco coisas que te vão lembrar que estás numa cidade do médio oriente

Foi o primeiro choque que tive. Acho que estava preparada para tudo, menos para andar de carro no Qatar. Imaginem autênticas auto-estradas dentro da cidade, cheias de carros, jipes, autocarros, carrinhas, camiões. Agora imaginem um carreiro de formigas desorientadas. Juntem as duas imagens. Voilá, bem-vindos a Doha.

Aqui a técnica é a do salve-se quem puder, caiba o carro onde couber. Apitar muito, entrar sem esperar se é possível, não respeitar prioridades, usar o pisca se por acaso te lembrares, subir passeios se tiver de ser, ultrapassar pela direita. Vale tudo. Aqui desaprendes tudo aquilo que aprendeste nas aulas de condução. Deixas de saber conduzir civilizadamente. Arrisco-me a dizer que deixas mesmo de saber conduzir. Apenas andas com um veículo motorizado e fazes figas para não bater em nada, nem atropelar ninguém.

Não bastasse o trânsito ser infernal, demora-se imenso tempo para chegar a qualquer lado. Os semáforos parados podem chegar aos 10 minutos no vermelho. Contudo, os limites de velocidade, mesmo em auto-estradas, são muito baixos (80km – 100km), tendo em conta os nossos limites de velocidade. E existem imensos radares prontos a multar o condutor mais acelera ou aquele que passa o sinal já no vermelho. E as multas são pesadas!

Trânsito em Doha

Um comentário em “Conduzir, essa grande proeza em Doha

Adicione o seu

  1. Quem diria….quando aí vivi 1984-87 era difícil haver trânsito…até pensávamos que haviam semáforos a mais! Aqui na Colômbia passa a mesma confusão.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: