fbpx

A despedida de quem fica.

Já mudei várias vezes de país! Quando me casei, vivi um ano na Suíça, voltei para Portugal. Passado quase 3 anos mudei-me para Inglaterra (desta vez com dois filhos ainda muito pequenos).

Passado 2 anos e 8 meses mudei-me de novo para a Suíça com a minha família. Eu e a minha família já tivemos várias casas, várias rotinas, várias escolas, vários amigos, mas nunca me consegui habituar às despedidas. Nunca gostei de despedidas e quando faço amizades nunca penso que, dentro de pouco tempo essa pessoa vai deixar de estar presente nas minhas rotinas.

Vivo o presente e acho que nesta vida de expatriado, é o melhor lema. Quando mudo de país, acredito que vou ficar lá para sempre e com as mesmas pessoas . Sei que não é verdade, mas penso assim. Apesar de muitas vezes chamarem-me a razão e me dizerem ”daqui a pouco elas não vão  estar cá “ ou “ e melhor fazer programas diferentes com outras pessoas, assim não te vai custar tanto” … não penso nisso e vivo o presente.

Sei que muitas amizades perdem-se no tempo e no espaço, mas sei que há outras que não. E há coisa melhor do mundo do que ter amigas em todo mundo? A felicidade minha e da minha filha,  quando se reencontrou com uma das suas melhores amigas e respetiva família passado um ano, e inexplicável. Os adultos sempre mais tímidos, mas as crianças como se nunca se tivessem separado. A contarem as diferentes experiências que estão a viver . Tão bom!

Hoje a ver a minha vizinha a embalar a casa e encontra-la no meio das caixas perdidas e da mobília semi desmontada, pronta para partir para um novo continente, com um sorriso no rosto me dizendo: – ”Fla temos que fazer o luto do país e amigos que deixamos e ir de novo para aventura! Temos que aproveitar o momento presente!” O meu coração ficou apertado, com lágrima no olho , e só pensava no mês de Julho quando as duas minhas melhores amigas  partirem para outros destinos.

As amigas que durante 1 ano e meio partilhei rotinas, histórias, medos, algumas tristezas e muitas alegrias… Só penso o que vai ser de mim aqui sem elas?  Sei que elas vão estar bem, são ótimas mães, grandes mulheres com famílias lindas que elas construíram . Sei que vão ser felizes  em qualquer lugar como foram até agora . Porque elas são especiais ❤️

E eu ? Eu vou estar aqui ou noutro lugar a torcer por elas , ansiosa por ouvir a suas novas histórias e aventuras e a continuar acreditar que a amizade se mantém no tempo, no espaço e principalmente no coração . 

Um comentário em “A despedida de quem fica.

Adicione o seu

  1. Muito bonito ! Muito realista e sobretudo demonstrando uma sensibilidade muito especial! Parabéns Flávia!
    Relembro uma canção muito antiga que aprendi no Liceu Alexandre Herculano no Porto “Jamais ne seront oubliés les amis du temps passé ”
    E já agora faça o favor de ser feliz!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: