fbpx

Custo Vida Barcelona

Se se mudam para Barcelona por trabalho o primeira coisa a fazer, depois de ter casa é o empadronamiento (registo na junta de freguesia/câmara municipal). Fica registado como morador de um determinado distrito de Barcelona. O segundo passo é obter um NIE (numero de identificación extranjero) que se pode obter ou na Dirección General de Policía ou servicio de extranjeria, basta verificar na internet os documentos necessários.

Se tiver um contrato de trabalho não haverá problema, mas vir sem contracto obriga a requisitos bastantes exigentes, necessidade de seguro saúde privado e depósito em conta bancária, são alguns exemplos.

O custo de vida de uma cidade como Barcelona é semelhante a Lisboa, menu diário com valor médio de 13€. Alugar uma casa pode ser um desafio, principalmente se o objetivo é viver nos bairros mais centrais como por exemplo eixample, valor médio de aluguer apartamento é de 1500€ (apartamento de 2-3 assoalhadas) Há várias plataformas online

(habitaclia, idealista, fotocasa) que facilitam a busca de casa mas a oferta e procura é muito ajustada e é preciso ser rápido na seleção. O mais comum é pagar 1 renda á agência imobiliária e duas rendas de depósito.

No nosso caso depois de vários anos a viver em Barcelona optámos por mudar-nos para uma zona periférica residencial. Os nossos dois filhos foram o motivo para a mudança, o dia-a-dia fica facilitado e a existência de parques, escolas, zonas verdes e pouco transito convenceram-nos. No entanto, a decisão não foi nada fácil, Barcelona foi a cidade que escolhi para viver mas sabia que com dois filhos, os dois a trabalharmos e sem ajuda de família é uma situação complexa de gerir e ainda mais numa grande cidade como Barcelona.

Vivemos em Sant Cugat del Vallés, uma cidade junto ao parque natural de Collserola mesmo por trás do Tibidabo.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: