fbpx

Crónica 1 – Isolamento num Apartamento a 5

Crónica 1 – O Peter Pan perdeu a sombra, e pior… desta vez ela é invisivel

Perfaz 3 semanas que regressei de uma viagem de trabalho ao Brasil. O receio à data de partida era pouco, com um só caso visto em pleno desfile carnavalesco Paulista.  No regresso, no entanto, a sensação de desconforto tornou-se mais intensa! Independentemente de constrangido em movimentos por entre aeroportos semi despidos, passamos a olhar com desconfiança quem se encontra mais perto. Questionamo-nos sobre quem poderia ter estado sentado no nosso banco do avião, sobre quem nos serve a comida. E ficamos tão mais alerta com qualquer tosse  ou espirro.

Inconscientemente, há sempre aquele dedo na cara, nos olhos… aquela comichão no nariz.

Mas, por certo que não foi nada. Há coisas que só acontecem aos outros.

Lavar as mãos! Lavar as mãos!

Voltei ao escritório, que se foi tornando vazio ao longo de uma semana de trabalho. Pensei que não poderia haver lugar mais seguro. Contávamo-nos pelos dedos.

Mas logo é decretado o encerramento das escolas, e por forma a organisar actividades escolares de casa, deixei de ir ao escritório vazio e “seguro(?)”. 

Afinal o “Open Space” lá de casa até parecia possível, e de certa forma divertido. 

Na Terça-feira, dia 2, percebi que não podia ter reuniões às 10h30. Era hora do recreio, nada como manter os horários rotineiros da escola. Uma algazarra de sons entre quatro paredes.

Na quarta-feira, os alunos pareciam mais agitados, e o horãrio de trabalho foi bem menos eficiente, com uma internet lenta de tão sobrecarregada. À noite, começou a tosse. Ligeira, mas persistente. Não deve ser nada… não tenho febre…

Estou de quarentena caseira faz hoje 7 dias. Nada oficial, apenas alguns sintomas… e esta tosse que não passa.

Crónica 1 - Isolamento num Apartamento a 5

A vista do quarto é optima, com dias de sol, o Lago e as montanhas.

Mas, com cinco em casa… ficou tudo um Caos!

Não havendo febre, torna-se impossivel ficar confinado a um quarto. Passei a usar máscara, a lavar ainda mais vezes as mãos. Mas, há sempre um rasto invisivel que deixamos por onde passamos. 

“não te aproximes do Pai”

“não toques”

“não passes por aí”

“O Pai espirrou e nao tinha máscara”

“olha que eu estive com o IPAD, e esqueci-me de o limpar”

Um Caos!. 

Tal qual Peter Pan, há como que uma sombra “à solta”, só que desta vez a sombra é invisível, persistente e resistente.

E este escalar de más notícias lá fora…

Ficamos nervosos e preocupados. Somos cinco cá em casa. Só espero mesmo que não seja nada!

2 comentários em “Crónica 1 – Isolamento num Apartamento a 5

Adicione o seu

  1. Sempre bom ouvir as vossas histórias, infelizmente desta vez pelos motivos menos bons… mas continuaremos aqui, estamos nisto juntos, e com certeza de que em breve daremos um abraço. 🙂

  2. É inacreditável o alerta de sentidos para coisas que antes estávamos longe de reparar! Espero que a quarentena dentro da quarentena esteja mais soft ou tenha mesmo acabado.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: