Adiar a entrada escola ou não? (2)

Passado um mês, aconteceu a segunda conversa com a professora da Leonor. Quando chegámos percebemos que com ela também estava a diretora pedagógica da escola. Foram as duas muito convictas a sugerir que a Leonor repetisse o ano. Quando questionadas sobre a possibilidade de, caso ela viesse a demonstrar que estava apta a avançar de ano o pudesse fazer, a resposta foi negativa.

Depois de sair da reunião digerimos o que nos foi dito.

Lembro-me de partilhar esta situação com a minha professora de francês e com a professora de francês de apoio da Leonor. Exprimiram-me opiniões contraditórias. A minha achava que repetir o ano não era um problema e que poderia ser a melhor solução para ela avançar mais madura. Por outro lado, a professora da Leonor achava que era um disparate, já que ela estava, na opinião dela, ao nível dos meninos que ela conhecia do mesmo ano.

Apesar de tudo isto, não havia nada a fazer. Não a podíamos tirar da escola e não a podíamos obrigar a passar de ano. Chegámos assim ao fim de um ano letivo.

Regressados das férias em Portugal a final de Agosto. Iniciamos um novo ano letivo, com muita descontração, nada comparado com o início do ano em fevereiro.

A Leonor andava feliz, porque sabia fazer tudo na sala, recebia estrelas todos os dias e a professora dizia que ela era a segunda professora da classe.

Apesar de estar contente, a professora de apoio continuava a dizer que era um disparate, que ela se iria desmotivar, que já começava a ler.

Dado estes factos, resolvi escrever à professora a partilhar o que a professora de casa dizia e a questionar a possibilidade de ela fazer um estágio de uma ou duas semanas na classe seguinte.

Um comentário em “Adiar a entrada escola ou não? (2)

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: