fbpx

A magia do Natal na Noruega

Quando novembro bate à porta começa a contagem decrescente para o Natal. A magia do Natal paira em cada esquina! Assim, começa o frio a bater-nos à porta, os dias começam a escurecer mais rapidamente e começa a sentir-se o cheiro a Natal.

O cheiro da magia do Natal

Mas afinal qual é o cheiro a Natal?
Por aqui dizemos que o cheiro a Natal, é o cheiro de uma mandarina acabada de descascar, é o cheiro que sai da lenha queimada, é o vento gelado e “cortante” que se sente no rosto. É a época de tirar o pó aos skis, é sem sombra de dúvida a felicidade que as pessoas transmitem através de um sorriso…

Ao longo do mês de novembro, começamos a sentir os preparativos para aquele que se avizinha ser o mês magico. O mês de dezembro.
Nas últimas semanas de novembro, a Noruega começa a sofrer esta transformação, chamada de magia do Natal.

o porquê da magia do Natal


De norte ao sul do país começa a sentir-se um corrente de felicidade, de alegria, de partilha, de boa disposição, de comunidade, entre outras coisas. Podemos dizer que esta época não passa indiferente até ao mais carrancudo norueguês. A magia do Natal chega a todos de diferentes formas.

Imaginem que já vi pais exaustos depois de um dia de trabalho a rirem à frente de uma vitrine de leites com os filhos. E sabem porquê? Porque aqui, tudo é tocado por este feitiço que é o Natal.

Os pacotes de leite, adaptam-se nesta altura do ano com imagens alusivas às renas, a Pais Natais mimosos e aventureiros, uns aparecem sentados em foguetões, outros aparecem com um tablet na mão a monitorizar os elfos na fábrica dos brinquedos. Os pinheiros de Natal também aparecem animados, carregados de neve a fazerem desenhos engraçados. São pacotes de leite que nos “agarram” e fazem despertar em nós um “feeling” positivo que nos transportam para memórias de outra ‘ora, onde éramos crianças e acreditávamos que o Pai Natal nos vinha bater à porta.

Nesta altura do ano, a maior parte das empresas adapta as suas embalagens com ilustrações criativas, temos desde pacotes de farinha, manteigas, queijos, embalagens de patês… imaginem-se a entrar num supermercado e em cada prateleira são capazes de encontrar os produtos habituais agora decorados para a época.
A magia do Natal acontece ali, no supermercado, onde assistimos a uma pessoa a trautear músicas de Natal só por ter agarrado um pacote de farinha.
Chegamos a dezembro e os dias já são mais escuros, mas nem por isso se sente essa escuridão.
As ruas, as casas, os edifícios todos eles são decorados ao pormenor, com imensas luzes que tornam os dias escuros e tristes em dias claros e mágicos. Começa-se a intensificar o cheiro a Natal.

leite animado
leite animado

Hm… Mas como é possível intensificar um cheiro já anteriormente conhecido?

Começamos a sentir no ar o cheiro a “pepperkaker” a sair pelas chaminés da cozinha, começamos a ouvir na estacão de rádio mais conhecida, P7 Klem, apenas músicas de Natal. Se tivermos sorte caem os primeiros flocos de neve, pelo menos nesta zona de Stavanger.

pepperkakerhus


A comunidade junta-se toda no primeiro fim de semana de dezembro na praça central para acenderem o pinheiro de Natal. Neste momento, sente-se um espírito de comunidade fortíssimo, cantamos para aqueles que já partiram e dançamos e festejamos por aqueles que ainda cá estão.
Aqui começa a magia do Natal. Até aqui tudo foi uma mera preparação, agora está oficialmente aberta época de Natal, os mercadinhos tradicionais abrem, e mais uma vez volta-se a intensificar o cheiro do Natal com o glogg (bebida feita a base de vinho quente, gengibre, cascas de laranja, canela e muitos mais ingredientes secretos), com as amêndoas torradas em açúcar e a venda dos enchidos de alce, baleia e veado.
E assim, vamos contanto os dias até ao Natal envoltos nesta magia diária, onde o acordar é uma excitação para saber o que está no calendário e ver qual foi a partida que o “Rampenisse” aprontou durante a noite.

O Rampenisse

O “Rampenisse” é um boneco que apronta partidas todas as noites até à noite de Natal, ele é nesta altura motivo de muitas gargalhadas e de conversa nas horas de pausa. Ouve-se, constantemente: “Olha lá, o que é que o teu “Rampenisse” aprontou esta noite?”
Poderia ficar aqui a escreve sobre a magia do Natal durante horas a fio, no entanto, aconselho a quem nunca viveu um Natal mágico que viaje até cá que experiencie esta aventura.


Aqui o mundo à nossa volta transforma-se e somos atingidos por esta magia que nos leva a sermos crianças e acreditar que o mundo é feito de princesas e príncipes.

Leia também

Junta-te a nós e partilha as tuas experiências na plataforma Vidas Sem Fronteiras

Um comentário em “A magia do Natal na Noruega

Adicione o seu

  1. Ainda bem que a globalização não chegou ao Natal.
    Parabéns Sara.
    venham mais novidades dessa Noruega!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: