fbpx

Polónia: Aventura, Descobrimento e Surpresa

Tudo começou quando estava a terminar a minha formação académica e a iniciar a minha carreira profissional. Em Portugal, na minha área de trabalho normalmente há diversas oportunidades de emprego. No entanto, a possibilidade de emigrar e trabalhar no estrangeiro, de conhecer novas culturas, novos desafios e aventurar-me numa nova expedição, aceitei uma proposta de trabalho na Polónia, lembrando o nosso legado português dos tempos dos descobrimentos, em que “demos novos mundos ao mundo”.

Polónia: Aventura, Descobrimento e Surpresa

Receio do novo e desconhecido

Vou ser sincero, todos nós temos receio do desconhecido, especialmente quando se é novo e com pouca experiência. Mas, há momentos na nossa vida, em que temos de tomar decisões, como emigrar, saindo da nossa “zona de conforto”.

Estava no Porto, satisfeito na empresa onde trabalhava, tendo por perto a minha família e os meus amigos. Mas fui ouvindo e lendo através da web, que a experiência de emigrar era bastante enriquecedora e não resisti. Quando surgiu uma proposta de emprego neste país tão acolhedor, decidi aceitar.

Preparação para a aventura

A preparação desta mudança foi sobretudo mentalmente difícil, por estar a partir para um país com uma língua totalmente desconhecida. Tive a sensação de que estava prestes a atirar-me de um avião sem pára-quedas…  Felizmente vivemos numa época, em que é bastante fácil obter informação sobre um país, tanto em inglês, como em português. Existem bastantes recursos em ambas as línguas, prontos a ajudar ou esclarecer qualquer dúvida que tenhamos. Fiz a pesquisa sobre qual a melhor opção bancária, operadora de telemóvel, agência imobiliária, etc. Tudo está disponível online e é possível dar início ao processo de abrir conta, procurar casa, assinar contrato de Internet e telemóvel, mas para ultimar todas estas situações, é necessário estar presente em Cracóvia.

Conclusão das tarefas tem que ser presencialmente

Na nova empresa, encontrei um colega de quem me tornei amigo e que de certo modo, tornou a minha integração mais fácil. Dois portugueses com o mesmo objetivo e na mesma jornada, torna a situação menos difícil. Sem dúvida que o facto de estarmos tão longe da nossa “casa”, proporciona um espírito de entreajuda e camaradagem. Nas primeiras duas semanas estivemos alojados num hotel com o objetivo de procurar apartamentos para alugar. 

Em relação ao nosso país notam-se grandes diferenças, especialmente quando percorremos as ruas até ao centro da cidade de Cracóvia, que além de ser das mais bonitas da Europa, é Património Mundial da UNESCO. A Polónia evoluiu de tal modo, que se equipara a qualquer país ocidental, estando bem longe da imagem que tínhamos de outros tempos.

Inicio da aventura

As primeiras semanas foram muito agitadas com muitos assuntos a tratar, mas tudo feito com um sorriso na cara, com grande satisfação e com muitas bolhas nos pés!… Houve uma mudança brusca no meu percurso com esta nova realidade, que permitiu novas aprendizagens e lições de vida.

Lê também:

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: