fbpx

A chegada a Marrocos

Marrocos foi uma surpresa para mim, no sentido positivo!

Com grandes diferenças culturais e religiosas o receio era algum, em começar uma nova vida neste país, com duas crianças de 5 e 7 anos. No entanto, ao chegarmos a adaptação foi muito fácil e o acolhimento que recebemos dos marroquinos fizeram-me tranquilizar e confiar que ia correr bem… de tal forma que já lá vão 10 anos!


Tanger, a cidade onde vivemos é uma cidade muito especial, devido principalmente aos seus tempos de Cidade Internacional, altura em que viveram aqui grandes artistas como Matisse e escritores como Paul Bowles e havia uma dinâmica cultural muito grande com grandes festas e eventos, num ambiente muito livre e pouco típico da cultura muçulmana.

Dizem que também foi berço de muitas histórias de espionagem e contrabando nessas alturas. No entanto, atualmente, uma coisa que me surpreendeu foi que, apesar da curta distância entre Marrocos e a Europa, onde à partida associamos uma cultura e pensamento mais Europeus, o que realmente acontece é muito diferente e encontro uma mentalidade muito conservadora muito associada à religião. Isso verifica-se por exemplo na existência de ginásios e piscinas exclusivos para mulheres e/ou para homens, em que ambos os géneros não se misturam e, a realização de casamentos em que a celebração se divide na festa das mulheres e na festa dos homens em que também não há misturas. Neste aspecto, outras cidades mais ao Sul do país tal como Casablanca, Rabat, Meknés ou Marraquexe isto já não se verifica.


A explicação que me deram é a de que, por Tanger ser um Centro Industrial enorme, muitas famílias do campo, das montanhas, de meios rurais mais conservadores, mudaram-se para Tanger à procura de trabalho e com elas trouxeram a sua mentalidade.

Custo de Vida


O custo de vida aqui é superior ao custo de vida em Portugal, sobretudo em cafés e restaurantes internacionais, onde é possível o consumo de álcool. Claro que existem locais bem mais em conta mas a mim sinceramente não me seduzem para frequentar regularmente.

A chegada a Marrocos
Mercado de Peixe

O preço de um Nespresso por exemplo pode variar entre 1.60€ e 2.20€ e uma cerveja (em local com licença de álcool) pode custar entre 4 a 6€.

Um frango no supermercado poderá custar 8€ (do campo) e um almoço de família para 4 pessoas, num bom restaurante por exemplo com entrada, prato, sobremesa e café poderá custar entre 100€ a 150€. De realçar que um café nos restaurantes pode chegar aos 4€ e uma garrafa de vinho entre 30€ a 50€.

Relativamente à compra do mês do supermercado eu diria que aqui fica mais ou menos no dobro do que poderíamos comprar em Portugal como podem verificar nos sites de dois supermercados: https://www.marjane.ma/ e https://www.carrefourmaroc.ma/ (o câmbio é 1€ corresponde a +/- 10.50 dirhams).

Ainda neste tema das compras, realçar que aqui não encontramos carne de porco. Podemos encontrar chouriços, presunto, salames e de tempos em tempos fiambre, sobretudo nas cadeias de supermercados Carrefour, mas a preços mais elevados que em Portugal.

Alojamento

No tema do alojamento é relativamente fácil alugar uma casa ou um apartamento. A única diferença apenas tem a ver com o budget pretendido:

  • Apartamento T3 pode variar dependendo da zona e se está vazio ou mobilado, entre os 1.000€ e os 2.000€/mês.
  • Uma casa pode variar também segundo as mesmas condicionantes entre 1.500€ e 3.000€/mês.

Para poder alugar uma casa ou apartamento a única coisa que temos que fornecer é a identificação do inquilino e efetuar o pagamento de 1 mês de aluguer e 1 mês (2 meses no caso de aluguer de casas mobiladas) de caução.

Os contratos são assinados pelo senhorio e o inquilino numa repartição pública onde é feito o reconhecimento das respectivas assinaturas.

A procura pode ser feita através de agências imobiliárias, ou através de sites tipo OLX http://(www.avito.ma).

Eu aconselho através de agências imobiliárias.

Lê também:

Um comentário em “A chegada a Marrocos

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: