A alegria da chegada e da partida

Regressados de um mês e meio de férias em Portugal, trago a bagagem recheada de abraços e carinhos dos familiares e amigos da vida. Trago também as recordações dos dias de praia com aquela areia tão boa, dos mergulhos em águas geladas e cheias de iodo, do por de sol lindíssimo. Das jantaradas barulhentas e bem animadas como só a minha familia sabe fazer, dos petiscos que até podemos ter iguais noutro sitio mas em Portugal sabem daquela forma tão especial: o marisco delicioso, o peixe fresquinho na lota, bem… até fico com água na boca!… Das festas de Verão, de falar sem pensar, do entusiasmo e da genuinidade que não encontro noutra parte do mundo… Tão bom! Trago também a alegria do regresso a casa, a um país que não é o meu mas que me recebeu, a mim e à minha familia muito bem e onde me sinto totalmente integrada, com as rotinas de que gosto muito e os amigos não da vida mas para a vida.

A familia que delirou com a chegada a Portugal, este ano fomos de carro a passagem na fronteira em Chaves foi mais emocionante , foi exatamente a mesma que gritou de alegria quando vislumbrou a nossa casa no dia da chegada à Suiça.

Eu gosto de viver fora. Viver fora tem muitas coisas boas. O contacto com culturas e línguas diferentes é sem dúvida uma grande mais valia no futuro e, viajar não chega é preciso vivenciar. É um desafio surpreendente!

Não sei se um dia voltaremos a viver em Portugal mas tenho a certeza que nunca dispensarei umas férias grandes no meu país para matar saudades de tudo.

2 comentários em “A alegria da chegada e da partida

Adicione o seu

  1. Gostei muito do texto porque…é isso tudo! É passar a olhar e apreciar Portugal sempre com alma de crianca, olhar e sentir coisas a que antes, quando lá vivias, nao davas necessariamente tanto valor. Eu adoro chegar e nao me importo de partir, porque, tal como tu e a tua família, o regresso ao país de acolhimento também é muito bom!

  2. É isso mesmo…o calor da família,o mar,o céu azul, o peixe assado…a areia quente que passa dosnos dedos pés…o cheiro ao nosso Portugal. Não há dúvida q as emoções são muitas e também não troco nada por irmos todos uma vez por ano no Verão a Portugal. Saímos cheios de energia como diz a Joana cheios de “apapachos ” como dizem os mexicanos….prontos para mais ou um ano de novas aventuras!

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: