fbpx

10 razões para viver em Sófia

1. Trabalho

Sófia tem vindo a desenvolver-se como um centro importante de TICs atraindo vários investidores, start-ups e profissionais estrangeiros. A isto deve-se um conjunto de razões, entre as quais:

  • o imposto sobre o rendimento fixo a 10%; 
  • o elevado nível de formação tecnológica e multilingue dos Búlgaros; 
  • salários ainda que relativamente baixos, são cada vez mais competitivos quando comparados com os diferentes custos de vida no resto da Europa.

2. Segurança

Em comparação com Lisboa, Porto ou outras capitais europeias, Sófia é extremamente segura. Não tenho qualquer problema em andar sozinha à noite e praticamente não se ouve falar de crimes violentos na rua. Talvez não vá durar muito tempo, mas por enquanto ainda é segura.

3. Custo de vida

Sófia é uma das capitais mais baratas da União Europeia, senão mesmo a mais barata. Restauração, táxis, transportes públicos, cultura, médicos, e serviços no geral, são consideravelmente mais baratos do que em Portugal. O custo da habitação também é mais baixo do que em Lisboa ou Porto, ainda que seja considerado alto para o nível de vida local, muito inflacionado para os “estrangeiros ricos”. Supermercado ou produtos importados têm um custo equivalente. 

4. Natureza e lazer

Sófia é muito verde, tem muitos parques e as ruas são bastante arborizadas. No entanto, a grande atração é o Parque Natural da Serra Vitosha (1229 m), a 10 km do centro da cidade. Este é o local perfeito para caminhadas ao fim-de-semana, ou para fazer parapente, escalada, BTT, ski ou snowboard.

Há também a possibilidade de praticar remo e canoagem na pequena barragem de Pancharevo, nos arredores da cidade ou ski aquático/wakeboard na Reserva Hídrica Iskar, situada a 40 km de distância.

Sófia está localizada numa zona de águas termais e há algumas piscinas que são abastecidas com essa mesma água. Não muito longe da cidade, há outras estâncias termais com bons hotéis, piscinas e banhos públicos, perfeito para um fim de semana relaxado. A praia mais próxima fica a menos de 300 km, na Grécia!

5. Um ritmo de vida mais lento

As pessoas não correm, os carros não buzinam, e o centro é relativamente calmo, apesar do movimento de pessoas, parecendo sempre fim de semana. À hora de ponta, os transportes públicos e os engarrafamentos são o mais stressante mas, ainda assim, nada comparado com outras capitais. A cidade é feita à escala humana, com ruas não muito largas e bastante planas, pelo que é agradável andar a pé. Contudo, convém ir olhando para o chão não vá aparecer algum buraco e tropeçar nele.

6. Vida social

Os Búlgaros são, de um modo geral, um povo afável. Podem ser reservados à primeira vista ou, por vezes, menos simpáticos no serviço ao cliente, mas são muito abertos a conhecer novas pessoas e podem criar-se laços de amizade facilmente. A comunidade estrangeira já começa a ser considerável е há vários grupos que organizam todo o tipo de encontros ao vivo. Deste modo, torna-se possível conhecer pessoas novas e acabar por encontrar a nossa tribo.

7. Vida Noturna

Uma noite típica em Sófia, pode começar por um jantar com amigos, encontrar outros num bar e seguir para uma discoteca, piano bar ou bar chalga, (os dois últimos têm música ao vivo e onde se pode dançar*) e chegar a casa pela 1 da manhã ou de madrugada. Restaurantes, bares e discotecas têm horários bastante alargados, por isso cada um pode escolher quando começar e terminar a noite, e quem sabe até acordar fresquinho na manhã seguinte para subir ao Pico Preto da Serra Vitosha (1229 metros de altitude).
*Ou seja, beber um copo a abanar o rabo ao som da música à volta de uma mesa alta 😉

8. Gastronomia e produtos locais

Não há o peixe, nem o marisco, nem os doces portugueses. No entanto, a cozinha Búlgara é muito saborosa e saudável, muito à base de carnes grelhadas, saladas, iogurte natural e queijo, o “sirene”. Nesta cidade, é possível encontrar legumes e frutas de muito boa qualidade em lojinhas dedicadas em cada esquina, embora os locais digam que já não são o que eram. Seguindo a tendência do orgânico e do natural, há uma grande oferta de produtos alimentares, cosméticos e domésticos produzidos localmente.

9. Acolhedor para as famílias

Os búlgaros são geralmente atentos ao bem estar das crianças, mesmo às estranhas na rua. Há parques infantis e espaços verdes por toda a cidade, e muitas atividades pensadas para os mais novos. As escolas privadas e internacionais são geralmente mais em conta do que na Europa Ocidental. Também com um custo muito baixo, torna-se fácil contratar amas ou pessoal doméstico bilíngue. Além disso, a Bulgária tem uma das licenças de maternidade mais longas do mundo, com a vasta maioria das mães a ficar em casa com os filhos pelo menos 1 ano, e, frequentemente, 2 anos. Por esta razão, é importante ter em conta que são raros os infantários que aceitem crianças abaixo dos 18 meses.

10. Clima

Vinda de Portugal, não sei se o clima pode ser considerado melhor… Há neve, muita neve!! E faz muito frio no inverno. No entanto, é um frio seco e cá não se acanham em aquecer as casas, as lojas, os restaurantes, os transportes, por isso aguenta-se bem melhor do que em Portugal. As estações são bem definidas e o verão é bastante quente. Podemos mesmo sair à rua, à noite, sem o casaquinho de malha ou a camisola pelos ombros.

2 comentários em “10 razões para viver em Sófia

Adicione o seu

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Subir ↑

%d bloggers like this: